Ação de Jovino Cardoso contra ex-vereador Jefferson Forest e assessores é arquivada

Pouco mais de três anos da denúncia contra o então vice-prefeito de Blumenau, Jovino Cardoso Neto (PROS), saiu a decisão de mais uma sentença, desta vez movida pelo próprio Jovino contra seus algozes de então, o ex-vereador Jefferson Forest (PT) e assessores parlamentares dele, defendidos pelo advogado Ray Arecio Reis.

Foram absolvidos da acusação de invasão de domicílio, no caso, o sítio que ficou famoso por, supostamente, contar com o serviço de um servidor comissionado do gabinete do vice e de outras supostas irregularidades.

Depois de anos sem CPI, esta não deu em nada. Dependendo do ponto de vista, é possível dizer que serviu para eleger Jovino para novo mandato de vereador.

Já Forest, que era o relator, e Fábio Fiedler (PSD), presidente da CPI, não se reelegeram.

2 Comentário

  1. Mais uma da série: QUANDO O MALFEITOR VENCE. Mais uma escarrada para a “Justica”

Deixe uma resposta