A crise dos combustíveis, pedaladas, os dois do MDB e mais…

.

Publicidade camara_blu_hz

Temer, um desastre

Segundo informações da Folha, o presidente Michel Temer entregou na tarde do dia 24, veículos da Peugeot para conselhos tutelares de Porto Real, no Rio de Janeiro.

Os carros foram entregues, já a gasolina…

Esse governo acumula um desastre atrás do outro, em um momento de crise dessas proporções, o presidente não conversa com a população, falta uma cadeia nacional de rádio e televisão para tranquilizar os brasileiros.

Mas não se espera muito dele nesse momento. Poucos meses para a eleição e o seu candidato dificilmente vai decolar, é esperar o baile terminar, apagar as luzes e correr atrás de algo pra se segurar. Lembrando que o excelentissimo não é mais presidente no dia primeiro de janeiro.

Foro pra que te quero!

O medo dos aliados

O temor dos aliados de Michel Temer é que essa greve dos caminhoneiros se transforme nas manifestações que ajudaram na derrocada da petista Dilma Rousseff, em 2013.

Seria o fim de um governo que até agora não foi tão governo assim.

O jeito é pedalar

Se antes ficavam de sorrisos pelos palanques, hoje nem se falam, claro que não.
Dilma Rousseff, enquanto o seu ex-companheiro de chapa sangra em praça pública, pedala por aí.

A ex-presidente postou em uma de suas redes sociais, uma foto em que passeia de bicicleta com a legenda: “bike é vida!”

Quem precisa pedalar agora é o Temer, resolver essa situação o quanto antes.

Maia e governo, duas línguas

“O problema não é errar ou acertar a previsão de gastos. O que o governo precisa fazer e não está fazendo é resolver o problema”, disse Rodrigo Maia (DEM) em conversa com o site BR18.

Maia e governo, duas línguas (2)

Pré-candidato, Rodrigo Maia reclama das ações do governo em relação ao que se poderia fazer para resolver o caos em que estamos vivendo no país.

O presidente da Câmara disse que o governo tinha margens de receitas no ano passado para impedir os problemas que vive agora, com a alta dos combustíveis.

“Há uma expectativa de arrecadação extra no petróleo em 2018, com royalties e bônus de assinatura, que vai variar entre R$ 13 e R$14 bilhões. E eles não podem fazer nada”

Do outro lado, aliados do governo criticam Maia por agir eleitoralmente nessa situação.

Maia falou ao site BR18.

MDB com dois pré-candidatos

Um dia depois do governo confirmar Henrique Meirelles como pré-candidato, o senador Roberto Requião (MDB-PR) declarou que também está no tabuleiro.

O anúncio foi no plenário do Senado:
“Vamos virar de ponta-cabeça essas eleições presidenciais. Vamos fazer a diferença e vencer as eleições. É um desafio que coloco ao partido. Minhas ideias são em defesa do Brasil.”

Requião não tem muitos amigos na cúpula dos caciques emedebistas.

Bolsonaro e Malta vem aí

Como condição para ser vice de Bolsonaro, o senador Magno Malta (PR-ES) quer que a sua esposa Lauriete Rodrigues dispute o Senado pelo partido.

Lauriete é cantora gospel e já foi casada com o pastor e ex-deputado estadual Reginaldo Almeida (PSC-ES).

1 Comentário

  1. Tomara que caia mesmo. Eu quando fui às ruas, não fui contra Dilma ou Temer… fui contra a corrupção.

Deixe uma resposta