Zeferino, Douglas e Márcia depõem na CPI nesta terça-feira

Foto: Bruno Collaço/Agência AL

Depois da suspensão dos trabalhos na Assembleia Legislativa em virtude da confirmação de um caso de Covid-19 em um servidor, além de outros quatros casos suspeitos, as atividades serão retomadas a partir desta segunda e, na terça-feira, prosseguirão os depoimentos na CPI dos Respiradores. Na terça, a CPI se reunirá após a sessão ordinária, por volta das 17 h e na quinta, a partir das 10 horas.

Para a reunião de terça, estão mantidos os depoimentos dos ex-secretários de Saúde, Helton Zeferino, e da Casa Civil, Douglas Borba; e da ex-superintendente de gestão administrativa da SES, Márcia Regina Geremias Pauli, apontados como os três principais envolvidos no processo de compra dos 200 respiradores ao preço de R$ 33 milhões, com pagamento antecipado e sem garantias.

O deputado relator da CPI Ivan Naatz (PL) confirmou que está em andamento a estratégia de compartilhamento de informações com as investigações paralelas da Polícia Civil e do Ministério Público sendo que os depoimentos escritos já foram obtidos e colocados nos autos, incluindo também os de mídias digitais ( áudio e vídeo), desde a semana passada. .

MANDADO DE SEGURANÇA – Naatz afirmou, porém, que vai requerer na Comissão Parlamentar de Inquérito o ajuizamento, via procuradoria da Alesc, de um Mandado de Segurança para quebra do sigilo de dois depoimentos que foram dados pelo ex-secretário da Casa Civil, Douglas Borba, quando foi efetuada a busca e apreensão e pelo ex-secretário de saúde, Helton Zeferino que voltou à DEIC e fez um depoimento voluntário, após o depoimento inicial . O relator estranha o fato de alguns depoimentos terem sido liberados, mas estes dois, especificamente ainda permanecerem inacessíveis à CPI.

“Esses depoimentos são fundamentais para esclarecer a verdade. A CPI vai trabalhar para que a verdade apareça, doa a quem doer,” afirmou o parlamentar.

Seja o primeiro a comentar

Deixe uma resposta