WhatsApp deve liberar uso da mesma conta em vários celulares e PCs

Foto: reprodução Google

O WhatsApp só pode ser usado em um dispositivo por vez: ao fazer login em um celular, você é automaticamente deslogado de outra sessão ativa; enquanto o WhatsApp Web é apenas um espelhamento do smartphone no PC. Isso deve mudar no futuro: segundo o confiável WABetaInfo, será possível entrar com a mesma conta em vários aparelhos ao mesmo tempo.

Isso significa que seria possível usar a mesma conta do WhatsApp em um iPhone e um Android, por exemplo. Também haveria a possibilidade de acessar seu histórico de mensagens no computador sem conectar o smartphone, inclusive através de uma versão UWP para Windows 10.

O WhatsApp está preparando uma versão para iPad dentro do aplicativo do iOS; ela provavelmente ainda não foi lançada porque depende de mudanças na infraestrutura para receber mensagens sem depender de um iPhone. E, segundo o WABetaInfo, teremos também um novo aplicativo para PCs com Windows 10, uma versão UWP a ser lançada até o final do ano.

WhatsApp deve mudar criptografia de ponta a ponta

Atualmente, o WhatsApp não pode ser usado em mais de um dispositivo devido à criptografia de ponta a ponta. É uma limitação presente também nos chats secretos do Telegram e nas conversas secretas do Facebook Messenger: elas não são armazenadas na nuvem e permanecem apenas no seu celular; não é possível acessá-las pela web nem no desktop.

O WABetaInfo diz que o WhatsApp vai aprimorar sua criptografia de ponta a ponta “porque provavelmente algo precisa ser alterado, visto que as mensagens devem ser enviadas para mais dispositivos”. Este novo sistema ainda estaria em desenvolvimento, sem prazo para ser lançado.

Jan Koum, cofundador do WhatsApp, deixou o Facebook no ano passado em parte porque alguns executivos queriam flexibilizar a criptografia do aplicativo. A ideia era facilitar o uso do WhatsApp Business, voltado para empresas, permitindo que várias pessoas tivessem acesso à mesma conta.

Fonte: Tecnoblog 

Seja o primeiro a comentar

Deixe uma resposta