TV Informe: Raimundo Colombo endurece as criticas ao Governo Moisés

Foto: divulgação Secom SC

O ex-governador Raimundo Colombo (PSD) endurece o discurso contra o Governo Carlos Moisés (sem partido), numa clara movimentação tentando se constituir como pré-candidato a estar na majoritária em 2022, seja para o Governo ou para o Senado.

Acompanha com lupa as ações do seu sucessor e alfineta em todas as oportunidades possíveis. Foi assim nos últimos dias, ao se manifestar sobre nova formatura de PMs para atuar em SC e agora sobre os projetos do Executivo enviados para a Assembleia, que serão votados nesta terça-feira pela Assembleia Legislativa, que mexe com questões administrativas, cria cargos comissionados e dá aumento de salários para algumas categorias.

Colombo diz que “SC está comprometendo seu futuro.”

“Você está vendo alguma empresa aumentando seus custos de forma irresponsável, alguma família assumindo compromissos para o futuro sem ter como honrar? Algum governo fazendo um aumento enorme de despesas? Tem um que está fazendo, o Governo de Santa Catarina”, afirma.

As medidas propostas aumentam as despesas de pessoal em R$ 1,3 bilhão em 2022; e em R$ 1,4 bilhão em 2023. “Isso é impagável, é irresponsável. E pior, o aumento não tem critério de justiça, não tem critério técnico, é resultado de pressão e de grupo de interesses. A grande maioria não se justifica”, acrescenta Colombo.

Confira:

Seja o primeiro a comentar

Deixe uma resposta