TV Informe: o primeiro discurso de Napoleão no PSD

Foto: PSD

Na manhã desta terça-feira, em evento da Executiva Estadual do PSD, aconteceu a filiação do ex-prefeito de Blumenau, Napoleão Bernardes, que durante 18 anos esteve no PSDB.

Estavam presentes as principais lideranças estaduais da sigla, como o ex-governador Raimundo Colombo, o presidente da Assembleia Legislativa, Julio Garcia, o presidente estadual Milton Hobus, deputados estaduais, federais, prefeitos e vereadores.

O onipresente Jorge Bornhausen mandou uma carta de boas vindas, ele que teve papel fundamental na ida do ex-tucano para o PSD.

De Blumenau, a comitiva contou com o deputado estadual Ismael dos Santos, o ex-deputado Jean Kuhlmann e o vereador Professor Gilson.

Para esta plateia, que chamou de “time de craques, seleção de homens públicos”,  Napoleão disse: ” Nosso papel é de soma, construção”.

Falou que é movido por “idealismo, fazer o melhor em favor da vida púbica”, fato que teria motivado ao retorno à vida política, poucos meses depois de ter anunciado que iria dedicar-se a sua vida privada. Disse que foi o tempo necessário para seu retorno:

“…isso me despertou a reflexão pela antecipação da volta a participação pratica da construção coletiva nesta eleição municipal para colaborar com o PSD, com seus quadros, seus lideres, para apresentar aos catarinenses vida pública para eleição municipal…”

E terminou sua fala, resumindo o ato. “Não é momento de festa, é momento de muito trabalho.”

Confira uma parte do discurso:

2 Comentário

  1. Napoleao escolheu lado errado .

    Não se elege mais em Blumenau.

    Será o próximo governador.

  2. O que o napunzinho mais fez em Florianópolis foi distribuir abraços bem demorados.

    Tadinho dele!

    A psicologia explica que, quem dá abraços muito demorados, na verdade, na verdade está precisando ser abraçado.

    Tadinho do napunzinho!

    Bem feito, bem feito, bem feito, napunzinho! Quem te mandou andar em más companhias!

    Só que agora são os outros que andam em má companhia.

    Alerta aos incautos: livrem-se da MÁ COMPANHIA!

Deixe uma resposta