TRE SC barra 40 candidaturas. Entre elas as do PCO, João Rodrigues e Manoel Dias

O TRE terminou nesta segunda-feira , 17, os julgamentos dos pedidos de registro de candidatura para as eleições.

Ao todo,  40 candidatos tiveram seus pedidos negados, por motivos diversos. 711 candidaturas foram aprovadas.

O candidato ao Governo pelo PCO, Ângelo Castro, teve sua candidatura indeferida por estar enquadrado na leio da ficha limpa. Além disso, o Partido da Causa Operária, não poderá participar da eleição, pois apresentou problemas no Demonstrativo de Regularidade de Atos Partidários (DRAP), documento que prova a regularidade da legenda e habilita as candidaturas.

O deputado federal João Rodrigues (PSD), candidato à reeleição, também teve sua candidatura indeferida por conta da lei da ficha limpa, ele que estava preso até pouco tempo. Ao contrário do candidato do PCO, João Rodrigues pode recorrer.

Candidato a deputado federal pelo PDT, Manoel Dias também teve sua candidatura indeferida, mas por uma situação menor.  O Ministério Público Eleitoral apontou irregularidades na prestação de contas de Dias à frente do diretório estadual do PDT.  Também cabe recurso.

Os candidatos indeferidos que tiverem recorrido ao TSE terão os seus atos de campanha e nome na urna garantidos, com exceção de Ângelo Castro (PCO), Fernando Cordioli Garcia (coligação Santa Catarina em Primeiro Lugar) e João Ghizoni (PDT/ PODEMOS/ PHS/ PCdoB).  Ao analisar os pedidos de tutela de evidência, feitos pelo procurador regional eleitoral, Marcelo da Mota, os juízes do Pleno decidiram pelo deferimento da solicitação do Ministério Público, aplicando imediatamente os efeitos da decisão. Dessa forma, os três candidatos estão impedidos de promover atos de campanha, receber recursos públicos e seus nomes não constarão na urna no dia da eleição.

A lista completa dos candidatos que tiveram impugnadas, mesmo que provisoriamente seus nomes, você confere aqui.

 

1 Comentário

  1. Se investigassem a fundo , teria muito mais gente com a candidatura impugnada .

Deixe uma resposta