Servidores da Câmara tem reajuste integral da inflação e situação dos comissionados será definida em uma semana

Ao contrário dos servidores da Prefeitura, que devem receber 3% a mais no salário de maio pago em junho, os servidores da Câmara receberão 9,83% de reajuste, o que corresponde ao INPC dos últimos doze meses. Ganham a reposição integral da inflação, mas ficam sem o 1% de reajuste real, o que deve ser contestado pelo Sintraseb. Mas saem em vantagem na relação com os colegas do Poder Executivo, que além dos 3% de agora, receberão o restante em quatro parcelas, começando em dezembro e terminando em março de 2017.

Esta foi um dos assuntos tratados pelo presidente da Câmara Municipal, Mário Hildebrandt, em entrevista para este jornalista no Jornal da Nereu 2ª Edição desta segunda-feira. Mario Hildebrandt

O debate do momento com relação ao Legislativo diz respeito ao TAC proposto pelo Ministério Público,  que cobra a exoneração de 15 cargos comissionados, para garantir a equiparação entre cargos concursados e cargos de confiança. Hoje são 70 e 85 , respectivamente.

Hildebrandt conversou na última sexta-feira com o promotor público responsável pelo TAC, Hélio Fiamoncini. Segundo o presidente do Legislativo, a novidade está em uma nota técnica do próprio MP, desconsiderando cargos lotados nos gabinetes dos vereadores para fins de equiparação, que não seria do conhecimento do promotor e nem da Mesa Diretora. Hoje são 60 pessoas, quatro para cada vereador.   A decisão sairá até final deste mês.

Mário Hildebrandt reforçou que não pode exonerar cargos comissionados dos gabinetes e que isso é uma prerrogativa de cada parlamentar. Não concorda que a estrutura da Casa esteja inchada. Além dos 155 servidores, entre efetivos e comissionados, existem 62 estagiários ( Salário aproximado de R$ 1.200) e os terceirizados. Lembra que entre 2008 e 1012 eram até sete assessores por gabinete e que a mudança da sede, da Prefeitura para a atual, exigiu mais gente para mantê-la.

“Melhorou nosso atendimento, atendemos em dois turnos”,  defendeu o presidente, que deixou claro sua posição contrária a chamar os concursados neste momento.

São cerca de 15 pessoas que aguardam a chamada, o que tem, por força de lei, de acontecer até setembro do ano que vem. São cargos de nível médio, com valores bem abaixo ao recebido pelos cargos comissionados.

Para deixar claro. O Informe Blumenau não é contrário a chamar os concursados. É contrário em aumentar o número de funcionários da Câmara. Entende que já tem bastante gente lá.

2 Comentário

  1. A Camara dos “nobres” aprova a extinção do salário do vice prefeito , mas não chama quem passou no concurso afim de apadrinhar comissionados . Felizmente teremos eleições este ano , esperamos que o eleitor faça uma limpa nesta atual Câmara , com rara excessao , deveria sobrar no máximo 4 dos atuais .
    Está atual mesa diretora só Não é pior que a de 2004 , até porque aquela é difícil de bater …

Deixe uma resposta