Segunda etapa da campanha de vacinação contra Gripe começa nesta segunda-feira

Foto: Marcelo Martins /Secom PMB

A partir desta desta segunda-feira, 22, todos os grupos prioritários poderão receber a vacina. Além das gestantes, puérperas e crianças, que já estavam sendo vacinados desde o dia 10, também fazem parte do público alvo da vacinação, definido pelo Ministério da Saúde (MS): idosos; professores; trabalhadores da saúde povos indígenas; portadores de doenças crônicas não transmissíveis; além de adolescentes e jovens sob medidas socioeducativas; população privada de liberdade e os funcionários do sistema prisional.

Em Blumenau, a meta é vacinar 90% dos grupos prioritários, que somam 111.031 pessoas.

Desde o início da campanha foram imunizadas cerca de cinco mil pessoas, número considerado abaixo do esperado pela Secretaria de Promoção da Saúde (Semus), já que corresponde a aproximadamente 5% do total. “A vacinação segue até 31 de maio, ainda teremos o Dia D da campanha, com as unidades abertas no sábado focadas na vacinação da gripe. É importante que a população se organize para ir até as unidades, mas como tem acontecido nos últimos anos, estamos trabalhando para que Blumenau atinja a meta e até ultrapasse”, observou o secretário de Promoção da Saúde, Winnetou Krambeck.

Durante a campanha também serão disponibilizadas outras vacinas, para atualização da Caderneta, que deve ser levada no momento da vacinação. Também será intensificada a vacinação contra tétano e difteria, bem como febre amarela. As unidades com salas de vacina podem ser consultadas aqui.

Entenda os públicos da campanha

– Idosos

Estimativa de 30.550 pessoas com 60 anos ou mais que devem se vacinar em Blumenau. É necessário ter em mãos documento de identidade que comprove a idade.

– Doenças Crônicas

Mais de 39 mil pacientes se enquadram neste grupo de portadores de doenças crônicas não transmissíveis e outras condições clínicas especiais. Para estes, é obrigatória a apresentação de prescrição médica especificando o motivo da indicação da vacina, independente da idade.

São consideradas doenças crônicas: doenças respiratórias, cardíacas, renais, hepáticas e neurológicas crônicas. Diabetes; transplantados; portadores de trissomias (síndromes genéticas); pacientes imunossuprimidos e obesos classificados como grau III também compõe o grupo.

Aqueles pacientes já cadastrados em programas de controle de doenças crônicas do SUS devem se dirigir até as unidades onde fazem acompanhamento, para receber a vacina.

– Professores

São pouco mais de 4 mil professores da rede pública e privada, que precisam ter em mãos o holerite mais recente, para serem vacinados.

– Trabalhador de Saúde

Totalizando quase 10 mil profissionais, de serviços públicos e privados, a categoria engloba das mais diversas categorias, têm direito de se proteger da influenza com a vacinação.

– População privada de liberdade, adolecentes e jovens de 12 a 21 anos sob medida socioeducativa e funcionários do sistema prisional somam 1.523 pessoas.

Seja o primeiro a comentar

Deixe uma resposta