Sebrae Vale do Itajaí lança pacote de soluções para apoiar pequenas empresas da região

Foto: arquivo/Daniel Zimmermann

Desde que a crise provocada pela pandemia chegou a Santa Catarina o Sebrae/SC vem estruturando uma série de ações para apoiar os pequenos negócios neste momento desafiador. Além de uma página online que reúne uma série de palestras e informações gratuitas, em sebrae.sc/coronavirus, no Vale do Itajaí há ainda um pacote com soluções personalizadas para os empreendedores.

Fernanda Rosa, especialista do Sebrae Vale do Itajaí, explica que são consultorias que garantem a criação de estratégias voltadas para a realidade de cada empresa. “São projetos que unem apoio tecnológico, de gestão e ainda diagnósticos que identificam os melhores caminhos para o empreendedor se fortalecer no mercado”, comenta.

Ao todo são três frentes de trabalho: Consultoria Tecnológica, Consultoria Empresarial e Diagnóstico Empresarial. A primeira frente conecta os pequenos negócios a uma ampla rede de prestadores de serviços tecnológicos que atendem em todo território brasileiro. O objetivo é fortalecer a competitividade, além da capacidade de entrega e a redução de barreiras tecnológicas na rotina dos pequenos negócios. Já na Consultoria Empresarial, o foco é na gestão estruturada das empresas, através da elaboração de planos de ação que foquem em mais lucro e competitividade. Em ambas há subsídio do Sebrae, com até 70% de redução no investimento.

Por fim, o Diagnóstico Empresarial verifica possíveis problemas de atuação que impeçam o desenvolvimento da empresa e, através de um processo personalizado, dá ao empreendedor um relatório completo sobre a situação e ainda um plano de ação com melhorias a serem implantadas. Este serviço é gratuito.

Para implantar estas soluções, o empreendedor deve entrar em contato com o Sebrae Vale do Itajaí através do telefone (47) 3702-6403. A equipe da entidade irá estudar a melhor proposta para cada situação e ainda verificar a melhor oferta de subsídios relacionada à solução contratada.

Fonte: Trevo Comunicação

Seja o primeiro a comentar

Deixe uma resposta