Relator Naatz apresenta documentos que contradiz depoimento da servidora Márcia

Foto: Fábio Queiroz/Alesc

Durante o depoimento do atual secretário de Saúde Andre Motta Ribeiro – na época da compra dos respiradores era Adjunto –  na sessão desta quinta-feira, 4,  na CPI dos Respiradores , o deputado e relator da CPI dos Respiradores , Ivan Naatz (PL) apresentou documentos de autorização de pagamento antecipado que complicam a situação da ex-Superintendente de Gestão Administrativa, Marcia Geremias Pauli, pois divergem do depoimento prestado por ela na última terça-feira, dia 02.

Os documentos se referem a uma solicitação de liquidação e pagamento “em caráter de urgência “ de nota fiscal da empresa Veigamed, no valor de R$ 16 milhões e 500 mil , assinada por Marcia Pauli, alegando “ imperiosa necessidade de adoção de medidas de combate aos efeitos decorrentes “ da pandemia do coronavirus . O oficio data de 20 de março de 2020 e a certificação da nota , mesmo sem receber os equipamentos , foi feita no dia 31 de março, assim como efetivado o pagamento .

Ocorre que, segundo o deputado, no seu depoimento a ex-Superintendente de Gestão, afirmou que, conforme provas que tinha sem celular e whatsApp, apenas começou a tomar conhecimento do processo de compra no dia 23 de março. Ou seja, já havia feito o pagamento três dias antes.

O questionamento sobre essa divergência de datas foi feita ao então secretário adjunto de Saúde Andre Ribeiro , que se limitou a dizer que não tinha conhecimento e que “não participou deste processo de compra “.

Confira o momento que o deputado faz este questionamento.

Seja o primeiro a comentar

Deixe uma resposta