Quatro vereadores anunciam redução de gastos na Câmara de Blumenau

É um alento as informações que chegam até nós neste período,  com relação aos novos vereadores. Estes dias , li, acho que no Tonet, sobre a postura do Alexandre Mathias (PSDB), abrindo mão carro alugado e do telefone celular “funcional”.

Agora os vereadores Ricardo Alba (PP), Bruno Cunha (PSB) e Professor Gilson (PSD) fazem o mesmo. Também prometem restringir os gastos mensais do gabinete em no máximo R$ 1 mil. Eles tem direito a R$ 3 mil. Não é uma economia grande por ser esta a média de gastos já hoje, mas é importante pois sinaliza um teto.

Talvez outros vereadores já tenham tomado decisões neste sentido. Caso sim e eu não tenha visto, manda para o Informe que fazemos questão de divulgar. Caso outros estejam pensando, damos o maior apoio.

PS: é assunto para outra postagem. Mas chama a atenção a articulação e o caráter independente do trio Ricardo Alba, Bruno Cunha e Professor Gilson.

Os jogos ainda não começaram. Tomara que prossigam no foco.

Confira o vídeo que os vereadores colocaram nas redes sociais:

 

 

 

.

6 Comentário

  1. KKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKK…………ate parece 1.000 reais por mês, dinheiro e cafe, só para otário acreditar, já estão pensando em reeleção

  2. Estes 3 mais o Adriano pode ser que façam alguma coisa em relação a fiscalizar o executivo.

  3. Cuidado, MUITO CUIDADO com a DEMAGOGIA…..ela esta entranhada em todos os poderes ……..
    Caso realmente se concretizo …PARABENIZO…o legal era a transparência do que se gastou mensalmente e o que efetivamente se economizou… ou deixou de se gastar….

  4. É o inicio de uma mudança a tanto esperado . Quiça o novo presidente do legislativo siga o exemplo e faça o mesmo com toda o parlamento . Esperamos que os novos vereadores sigam a boa conduta , que façam por merecer os votos e salários , queremos ver este tipo de atitude o mandato inteiro , Já é um bom começo , já merecem nossa atenção .

  5. fiscalizar o executivo esqueçam. fazem parte do bloco do governo. fazendo média apenas.

  6. Isso não é nada!

    É só ler o livro “Um País Sem Excelências e Mordomias” de Claudia Wallin e morrer de vergonha!

    Mas nós somos muito melhores do que aquele miserável país chamado Suécia, não é verdade, prezados edis?

    De qualquer forma, parabéns pela iniciativa.

    Agora é só apresentarem projeto de lei baixando para 3% da arrecadação os gastos da Câmara de Vereadores.

    Quem se habilitar vai ter amplo apoio da classe empresarial e será prefeito nas próximas eleições.

    Da classe empresarial e demais cabeças pensantes, claro!

    Pensem nos vossos filhos e netos: construam para eles um país. Assim, eles não terão como opção o aeroporto de Guarulhos como saída.

    Isto é muito sério!

    Boa legislatura!

Deixe uma resposta