Profissionais da saúde sofrem com a intolerância e angústia de usuários

Foto: Secom PMB

O relato me chegou por profissionais da Saúde e foi confirmado pela Prefeitura. Alguns profissionais da saúda da rede pública de Blumenau tem sido vitimas de agressões verbais e até uma tentativa física e pedem ajuda.

O começo da campanha de vacinação contra o H1N1 nesta segunda-feira acabou agravando a situação. Mesmo com toda informação repassada pelos canais oficiais, que os primeiros dias seriam destinados para a vacinação em casas asilares e para os profissionais da saúde, alguns idosos se dirigiram à unidades de saúde e ao receberam uma negativa ficaram nervosos e agressivos.

Além disso, muita gente tem procurado as estruturas públicas em busca de exames para o Coronavírus ou para atendimentos de outras doenças, o que não está sendo feito durante este período.

Nesta quinta-feira, começa efetivamente a vacinação nos ESFs e ambulatórios para os idosos, mediante agendamento, para evitar aglomeração. Mas apesar de todos os avisos, o problema pode se repetir.

Conversei com o comandante do 10º BPM, Jefferson Schmidt, que disse ser impossível a polícia militar fazer um trabalho específico para este segmento, lembrando o atendimento multissetorial que está sendo realizado em toda a cidade, com fiscalização em várias frentes.

Questionei a Secretaria da Saúde, que disse conhecer a situação e que está estudando medidas para minimizar o problema, mas não obtive resposta sobre que medidas serão adotadas.

1 Comentário

  1. Sei que não são todos mas tem muito profissional da saúde que tratam as pessoas muito mal sem contar que a maioria parece estar sempre de mau humor.

Deixe uma resposta