Presidente do PSL é alvo de buscas da PF no caso do “laranjal” do partido

Foto: Agência Brasil

A Polícia Federal cumpre na manhã desta terça-feira, 15, mandados de busca e apreensão em endereços ligados ao deputado federal e presidente do PSL, Luciano Bivar. A ação faz parte da investigação que apura esquema de candidaturas laranjas do partido, nas eleições de 2018.

O PSL é o partido do presidente Bolsonaro.

Os mandados foram autorizados pelo Tribunal Regional Eleitoral de Pernambuco, a pedido da polícia e do Ministério Público. A sede do partido e a casa de Bivar em estão entre os alvos. Endereços de três candidatas, Maria de Lourdes Paixão, Érika Santos e Mariana Nunes, e de duas gráficas, Itapissu e Vidal, e seus representantes, também tiveram busca e apreensão.

A Polícia Federal abriu investigação sobre o “laranjal do PSL” – como ficou conhecido -, após reportagem da Folha, em fevereiro deste ano.

Maria de Lourdes, que oficialmente concorreu a deputada federal e teve apenas 247 votos, foi a terceira maior beneficiada com verba do PSL em todo o país. Mais até do que o próprio Bolsonaro, em 2018, candidato a presidente pela sigla.

A operação da PF foi batizada de Guinhol, fazendo referência ao teatro de fantoches criado no século 19.

Com informações: Folha

Seja o primeiro a comentar

Deixe uma resposta