Prefeitura de Blumenau “pedala” mais uma vez débitos com o ISSBLU

Foto: reprodução

O termo “pedalada” ganhou notoriedade com o impeachment da presidente Dilma Roussef (PT), mas sempre foi prática comum da administração pública. Em Blumenau, por exemplo, entra ano e sai ano e a Prefeitura pede parcelamento da dívida com o Instituto de Seguridade do Servidor Público referente aos últimos quatro meses do ano anterior, mais o décimo terceiro salário, da contribuição patronal.

Nesta terça-feira, 10, o Conselho de Administração do ISSBLU, aprovou, por cinco votos a quatro, o novo pedido da Prefeitura, de mais de R$ 17 milhões, mas em vez dos 60 meses solicitados pela administração, o novo parcelamento será de 48 meses.

A reunião contou com a presença de representantes do Sintraseb e de servidores, que protestaram bastante.

É importante destacar que não é apenas a administração Mário Hildebrandt que adota tal prática. Ela vem de todos os prefeitos desde a criação do ISSBLU: Décio Lima, João Paulo Kleinübing e Napoleão Bernardes.

O instituto tem R$ 79.180.680,10 para receber de parcelas renegociadas.

Seja o primeiro a comentar

Deixe uma resposta