“Precisamos escolher uma prioridade”, diz prefeito de Florianópolis ao estender quarentena até 8 de abril

Foto: reprodução

Em um discurso forte e contundente, o prefeito de Florianópolis, Gean Loureiro (DEM), tomou uma posição corajosa ao lado do que preconizam os profissionais da saúde. Anunciou que a quarentena, na capital dos catarinenses e uma das cidades mais turísticas do planeta, prosseguirá até 8 de abril, estendo em uma semana o decreto do governador Carlos Moisés (PSL).

“…tomei a decisão mais difícil da minha vida…sei que muitos não concordarão…seremos criticados e incompreendidos por aqueles – que com razão – não aguentam mais esta situação. Mas como prefeito, não posso fugir da responsabilidade com a vida das quase quinhentas mil pessoas que vivem na cidade”, afirmou em discurso exibido nas redes sociais.

Gean afirmou entender a situação do setor produtivo, mas foi claro. “…neste dia 27 de março, esta equação não tem solução. Precisamos escolher uma prioridade e escolhemos a vida”.

O prefeito falou que, com sua equipe, monitora a evolução do Coronavírus. “..neste momento, suspender a quarentena não é a melhor estratégia a adotar”, lembrando a situação de Milão, na Itália, com mais de quatro mil mortos por terem antecipado o final da quarentena.

“Eu peço desculpa a quem não concorda comigo, mas entre o achismo e a ciência, fico com minha equipe médica”, finalizou, com muita lucidez

A proibição vale para o transporte coletivo, escolas, shoppings, praias, etc.

Seja o primeiro a comentar

Deixe uma resposta