Para onde vai Mário Hildebrandt ?

Foto: divulgação

É grande a especulação sobre o espaço que o vice-prefeito eleito Mário Hildebrandt (PSB) ocupará no segundo mandato de Napoleão Bernardes (PSDB).  A informação é guardada a sete chaves, mas o destino parece estar encaminhado entre as partes.

A especulação é por conta da lei municipal que extinguiu o salário do vice-prefeito a partir de 2017.  Como sem salário ninguém trabalha, é dada como certa a ida de Hildebrandt para alguma secretaria.

Não se descarta inclusive a possibilidade dele ocupar um cargo novo, criado na futura estrutura.  Lembrando que Blumenau já teve, por exemplo, uma secretaria de articulação política, ocupada por Edson Brunsfeld (PR), vice-prefeito no primeiro mandato de João Paulo Kleinübing (PSD).

O colega Clóvis Reis, em sua coluna do final de semana no Santa, voltou a bater na tecla de que a Prefeitura vai apresentar um projeto de lei criando ” funções administrativas específicas, enquanto outra reserva para ele a coordenação de área do governo. A decisão é pré-requisito para que o vice-prefeito receba salário a partir de 2017, projeto que entra na pauta da Câmara de Blumenau durante a convocação extraordinária de dezembro”.

O líder do Governo, Robinho Soares (PR) e o ainda presidente Mário Hildebrandt negam o debate sobre a volta do salário do vice-prefeito no parlamento.

Na última sexta-feira, perguntei para Hildebrandt qual seria seu destino. Ele mais uma vez me deu uma curva. Negou novamente articulações que envolvesse mexida na lei aprovada recentemente no parlamento, mas garantiu que “ajudará Napoleão como vice”.

Afastou a possibilidade de assumir alguma autarquia.

Enfim, o que é certo que Hildebrandt terá papel de destaque no segundo mandato de Napoleão, com possibilidade inclusive de virar prefeito em 2018, com uma eventual candidatura do tucano para algum cargo.

Foto: divulgação
Foto: divulgação

 

3 Comentário

  1. É obvio que vai ter um cargo de importância , pois em 2018 deve assumir a prefeitura …alguém duvida ?

    Sá queremos ver se a câmara vai aprovar mais um departamento no executivo , se aprovarem , mudou só a mosca .

Deixe uma resposta