Os placares do impeachment

Imagem: josiel-dias.blogspot.com

Santa Catarina votará em peso pelo impeachment da presidente Dilma, que terá apenas dois votos, dos representantes do PT. Os demais 14 deputados federais e, quando avançar, os três senadores votarão pelo afastamento.

A avaliação é do deputado federal Mauro Mariani, do PMDB, único representante do estado na comissão de impeachment, que passará o fim de semana trabalhando para analisar votar o relatório apresentado pelo deputado Jovair Arantes, que deu parecer pela admissibilidade da denúncia.

Cerca de 108 deputados, entre titulares e suplentes, poderão manifestar-se a partir das 15 horas deste sábado. 15 minutos cada, fora os líderes dos partidos.

Segundo Mariani, dos 65 deputados com direito a voto na comissão, 40 estariam favoráveis a aceitar as denúncias contra a presidente.

Passada esta fase, vem a votação no plenário, marcada para o outro final de semana.

Para aceitar o pedido e passar a bola para o Senado, são necessários 342 votos.

Segundo o Estadão, hoje são 274.  114 são contra.

Faltam 68 votos. Existem 63 indecisos e 63 sem resposta, segundo o levantamento do jornal que você confere aqui.

Segundo o deputado Mariani, presidente estadual do PMDB, dos 68 integrantes da sigla, com maior número de assentos na Câmara, 50 estariam fechados pró-impeachment, independente de estarem no governo até esses dias.

1 Comentário

  1. É bom que todos os catarinenses anotem quem vota a favor e contra . O Brasil é um país democrático,
    todos podem votar pelo impedimento da maneira que entenderem , mas o eleitor efetuará sua leitura nas próximas eleições municipais …pelo menos é o que esperamos .

Deixe uma resposta