Os fieis da balança

Com a vitória de Mário Hildebrandt (Podemos), um assunto que já é tratado e ganhará mais visibilidade a partir de agora é a correlação de forças na nova Câmara Municipal e a eleição da primeira Mesa Diretora da futura Legislatura.

Dos 15 parlamentares, sete são são de oposição: Adriano Pereira (PT), Almir Vieira (PP), Ailton de Souza, o Ito (PL), Professor Gilson (Patriota), Bruno Cunha (CID), Carlos Wagner (PSL) e Tuca Santos (NOVO).

Seis são da base do prefeito reeleito: Cristiane Loureiro e Marcelo Lanzarin (Podemos), Maurício Goll e Alexandre Matias (PSDB), Egídio Beckhauser (Republicanos) e Jovino Cardoso (SD).

Com isso, dois parlamentares são os fieis da balança e trazem algumas semelhanças. Marcos da Rosa (DEM) e Silmara Miguel (PSD) foram eleitos  no arco de aliança de João Paulo Kleinübing (DEM), mas são próximos de Hildebrandt. Silmara era assessora de Marcos e os dois são da Igreja Assembleia de Deus. Os votos dos dois serão decisivos para um lado, ou outro.

Neste sentido, eu apostaria que Marcos da Rosa estará na próxima Mesa Diretora, ele que já presidiu a Câmara.

3 Comentário

  1. Com respeito a todos….
    Não existe base de governo
    Existe a BASE DA POPULAÇÃO….
    Fieis da balança para com o contribuinte….
    Sempre a favor do bem da cidadão de BLUMENAU

    Temos que lembrar ao legislativo:

    LEGISLA A FAVOR DO CONTRIBUINTE-ELEITOR
    E PRINCIPALMENTE,
    FISCALIZA O EXECUTIVO COM RELAÇÃO AO GASTO DO ERÁRIO PÚBLICO…

    Simples assim !

  2. Vereador não tem de ser oposição ou situação, devem ter atuação. Não elegemos vereadores para politicagem, elegemos para representar o povo. Não queremos vereador para dar plaquinhas de moções, queremos vereadores atuantes .Infelizmente muitos se reelegeram ou se elegeram com promessas que jamais vão cumprir.A chance de mudar estava na mão do eleitor, infelizmente reelegeram ou elegemos alguns que são como moedas, possuem duas faces, jamais conseguimos ver as duas faces da mesma moeda olhando uma única vez.

  3. Queremos vereadores para fiscalizar (não ideologicamente falando).
    OK qdo executivo estiver correto .
    COBRAR qdo executivo estiver errado.

Deixe uma resposta