Opinião: a retomada do setor de eventos em meio à pandemia

Foto: Turismo Blumenau

A pandemia do novo coronavírus gerou uma série de consequências para diversos setores da economia. O desemprego e o fechamento de empresas foram os fatores mais recorrentes neste período de isolamento social que a sociedade está vivendo e o setor de turismo e eventos foi seguramente um dos mais afetados.

Desde que as medidas de isolamento social foram impostas, praticamente nenhuma atividade nesta área foi realizada. A suspensão da agenda de eventos não afeta apenas os produtores de eventos, os expositores, a rede hoteleira, agências de viagens, operadoras de turismo e a cadeia produtiva como um todo.

O setor turístico e de eventos tem potencial para se recuperar de forma rápida. Porém, além da visão criativa dos envolvidos, é necessária uma atenção especial das autoridades sanitárias e dos gestores públicos do estado de Santa Catarina. Ainda que restem apenas três meses para o fim do ano, a expectativa é de que o governo crie portaria com protocolos de segurança, para que os mais de 50 segmentos envolvidos já se organizem para a retomada de atividades do setor.

O momento é de união. Os Conventions Bureaus de todo o estado trabalham alinhados na criação de soluções para a retomada. O Blumenau e Vale Europeu Convention Bureau já encaminhou sugestões de protocolos ao Governo do Estado e também ao Poder Executivo municipal visando o auxílio na criação destas portarias, trabalhando para que o setor tenha um retorno das atividades de forma mais breve possível.

1 Comentário

  1. Exatamente, nós organizadores de eventos estamos apreensivos em relação as liberações, como a reportagem comenta, os eventos trazem para os destinos visitantes de alto potencial que contribuem com toda cadeia produtiva.

Deixe uma resposta