O “mito” ataca outra vez

“Aqui no Brasil não existe isso de racismo”

Não precisa pedir para você adivinhar quem disse a barbaridade.
Em visita a Fortaleza no Ceará, o pré-candidato pelo PSL, Jair Messias Bolsonaro disse que no Brasil não existe racismo.
“Aqui no Brasil não existe isso de racismo, tanto é que meu sogro é Paulo Negão e quando eu vi a filha dele não queria saber quem era o pai dela”.

A afirmação de Bolsonaro foi feita no mesmo dia em que a procuradora-geral da República, Raquel Dodge, defendeu em parecer o recebimento da denúncia no Supremo Tribunal federal (STF) contra o presidenciável por racismo contra quilombolas, indígenas, refugiados, mulheres e LGBTs.

O deputado falou para cerca de 15 mil pessoas.

Do ditado “o peixe morre pela boca”, troque o “peixe” pelo mito!

Ciro moderado

Por mais incrível que pareça o título, Ciro foi bem em uma palestra com investidores da XP.
O presidenciável pelo PDT mostrou seu lado ponderado, defendeu o respeito a contratos e admitiu que a crise fiscal existe e é grave.

A palestra foi descrita como “cativante e agradável”.

Haddad favorito

Calma, não é sobre os números da pesquisa Ibope, é dentro do PT.
Com a negativa de Jaques Wagner, que era o favorito de Lula para o plano B, Haddad cresce como o favorito para substituir o “presidiário” que não deverá ser candidato.
Se irá para o segundo turno, aí é outro assunto.

E sobre Wagner, ele vai ao Senado, onde tem uma eleição quase garantida.
Em tempos de Lava Jato, qualquer foro é ouro!

Manu em alta

A polêmica envolvendo a participação da pré-candidata do PC do B, Manuela D’Ávila, em sabatina no programa Roda Viva, na segunda, 25, foi o assunto de maior destaque no Twitter no período entre 21 e 27 de junho, informa Elizabeth Lopes, no Estadão.

De acordo com levantamento feito com exclusividade pela Diretoria de Análise de Políticas Públicas (Dapp) da FGV para o Estadão/Broadcast, a pré-candidata foi citada 200 mil vezes no microblog, mais que Lula, Jair Bolsonaro e Ciro Gomes em situações específicas.

Informações do BR18

1 Comentário

  1. “Aqui no Brasil não existe isso de racismo,”

    Quando isola-se um texto do contexto, inventa-se um pretexto.
    Obviamente a frase de Jair foi generalizada com ênfase em seu exemplo pessoal familiar.
    As mulheres deveriam agradecer-lhe! pois irá em defesa delas, com a instituição da castração química contra estupradores.
    Já os MILITANTES E ATIVISTAS LGBTS fundamentalistas são os que mais demonstram preconceito, discriminação, perseguição e intolerância, pois qualquer crítica a eles (algo comum pra todos) ficam logo irritadinhos e já vem gritando HOMOFÓBICO!!… isso é hipocrisia!! ou não sabem também por ex. que os cristãos são o povo mais perseguido da terra!

    Não haverá debates no 2º turno, pois não haverá 2º turno rsrsrs…

Deixe uma resposta