“O MDB é três vezes maior que o PSDB”, diz Napoleão Bernardes

Foto: divulgação

A candidatura ao Senado estava condicionada a candidatura ao Governo do PSDB, o isolamento tucano e criar uma unidade estadual em torno do presidenciável Geraldo Alckmin, atraindo inclusive o MDB.

E também a força do MDB catarinense.

Essas foram as justificativas dadas pelo ex-prefeito Napoleão Bernardes, agora candidato a vice-governador na chapa de Mauro Mariani.

Ele conversou com o colega Rodrigo Vieira, na Rádio Menina FM, nesta terça-feira.

Lembrou que é jovem e seu já longo currículo, com apenas 35 anos. “Estou muito honrado, o vice é um papel institucional, vou poder representar a região e o Estado.

“Não tivemos aliados, o isolamento traria dificuldades na campanha eleitoral, além de ser um gesto de contribuição à candidatura Geraldo Alckmin…”, disse o ex-pré-candidato ao Senado, sobre a reviravolta que frustrou filiados e muitos simpatizantes.

Fala da proximidade e relação com o MDB. “No contexto, o MDB é três vezes maior que o PSDB e a candidatura deles já estava consolidada”. Pensei que no ninho tucano também.

Confira a entrevista de Napoleão Bernardes na Rádio Menina FM.

 

5 Comentário

  1. Então candidato a vice na chapa do MDB…
    primeiro abandona Blumenau que te confiou um novo mandato…
    Após em seu discurso grita por toda Santa Catarina “Mais Brasil e Menos Brasilia”..
    não demorou muito, abandonou de novo…..
    SEM COMENTÁRIOS…
    DEZESSETE…..

  2. MDB e PSDB junto a toda a esquerda brasileira nos colocou onde estamos. No fundo do poço. Meus tataranetos estarão velhos e pagando a dívida interna e externa que esses partidos todos fizeram para dar dinheiro a si mesmos e aos “amigos” empresários.
    Nenhum é confiável.

Deixe uma resposta