“Não entendeu ainda? Isso é vacina!”, escreve prefeito Mário Hildebrandt

Foto: PMB

No auge do maior nível de transmissão de coronavírus em Blumenau, o prefeito Mário Hildebrandt (Podemos) tem usado os seus espaços nas redes sociais para fazer uma defesa intransigente da vacinação, através de números e criticado, de forma sutil, aqueles que não se vacinam.

Nesta quinta-feira, apresentou dados que mostram que, das dez pessoas internadas nas UTIs de Blumenau, oito não estão imunizadas, 80%. Na enfermaria, das 26 pessoas hospitalizadas, 22 não estão vacinas, 85%. São estas pessoas, que provavelmente não buscaram as vacinas por negacionismo, que ocupam as estruturas hospitalares da cidade, felizmente em baixa.

É a vacina que tem feito que esta nova onda do Coronavírus, em   Blumenau e no mundo, não tenha efeitos devastadores para as pessoas e inevitáveis consequências no sistema hospitalar. Ela não impede a contaminação, mas minimiza os efeitos do vírus no organismo.

“Não entendeu ainda? Isso é vacina!

Ainda hoje fui cobrado sobre esses números. Pois aí estão! Se estivéssemos com os números elevados de hoje (mais um recorde de casos) em tempos sem vacina, com certeza a realidade dos nossos hospitais e da cidade seria outra em mais esse surto na pandemia!

Isso é a vacina! Isso é a Ciência e é isso que temos defendido. Ainda não se vacinou? Corre! Para primeira e segunda dose não há necessidade de agendamento. Sua saúde agradece e a saúde da Cidade também. É pela sua saúde e de todos os demais!”

Desta forma o prefeito se manifestou nas suas redes sociais, ele que desde sempre tem seguido o que a ciência diz e a cada vez mais se distanciando da recorrente prática do presidente Bolsonaro (PL), de quem é admirador. Hildebrandt chegou a flertar com o tratamento precoce proposto por Bolsonaro no começo da pandemia, mas as evidências médicas provaram que era ineficaz e o prefeito deixou pelo caminho.

2 Comentário

  1. Tem gente do governo que defende kit covid (cloroquina, ivermectina e etc) ! FIca de olho prefeito!

  2. Vacina – entenda-se, droga experimental – top das galáxias!

    Não protege os idiotas, não protege quem estiver por perto, mas protege os laboratórios farmacêuticos.

    O rei está nu, mas o prefeito não considera a realidade.

    A corroborar o que escrevo no começo, o próprio laboratório se exime para sempre sobre possíveis adversidades.

    Triste constatar a falta de personalidade de alguns!

Deixe uma resposta