Mudanças no trânsito e promessas de um centro mais humanizado

Foto: Alexandre Gonçalves / Informe Blumenau

A Prefeitura lançou hoje um proposta de reurbanização na região central, que nada mais é que uma intervenção importante no trânsito e melhorias na área mais nobre da cidade, no caso a Alameda Rio Branco e arredores.

No trânsito muda o sentido da rua Nereu Ramos, que passa a seguir o sentido centro-bairro. Já a Alameda passa a ser mão única, do Garcia para o centro. Deve acontecer já, apenas o tempo de fazer as adequações necessárias.

A solenidade de anúncio da reurbanização aconteceu na manhã desta quarta-feira, 25. Confira mais informações no release enviado pela Secretaria de Comunicação da Prefeitura:

Foto: Alexandre Gonçalves / Informe Blumenau
Foto: Alexandre Gonçalves / Informe Blumenau

Prefeitura apresenta projeto de reurbanização região central

A Prefeitura de Blumenau, por meio da Secretaria de Planejamento Urbano, está trabalhando na elaboração de projetos urbanísticos integrados que melhorem a mobilidade urbana e tornem a cidade mais humanizada. Uma destas propostas é a reurbanização da região central da cidade, compreendendo a Alameda Rio Branco e a rua Nereu Ramos. Nesta quarta-feira, dia 25, aconteceu a apresentação do projeto. O evento ocorreu às 10h no Salão Nobre da Prefeitura.

O projeto global prevê a alteração nos sentidos das vias, implantação de ciclovias, novas calçadas e Áreas Calmas. A proposta está compatibilizada com outras importantes obras viárias previstas para o município como, por exemplo, o Corredor Estrutural Sul.

Primeira etapa

A primeira etapa do projeto global é a mudança no trânsito da região central. A proposta é transformar a Alameda Rio Branco em mão única da rua Pastor Stutzer até a rua XV de Novembro, onde só será permitida conversão à esquerda. A mudança vai possibilitar que a via funcione com três faixas para fluxo de veículos, amenizando os congestionamentos em horário de pico. A rua Nereu Ramos, por sua vez, terá sentido invertido, com tráfego no sentido Centro/Bairro. As vias transversais também terão alterações.

O objetivo é simplificar a circulação de veículos e garantir mais segurança aos pedestres. As alterações serão realizadas com base em dados do Seterb sobre o número de acidentes registrados na região nos últimos cinco anos. As alterações serão executadas nos pontos com mais ocorrências.

De acordo com o projeto, conjuntos semafóricos serão reordenados atendendo as necessidades de quem trafega pela região. A sinalização será refeita e canteiros também serão removidos para viabilizar as mudanças propostas. Essas alterações já estão sendo executadas pela Secretaria de Serviços Urbanos. Os serviços serão intensificados no período de férias para evitar transtornos à comunidade e devem ser concluídos até o mês de fevereiro de 2016. Os trabalhos de sinalização somarão um investimento de cerca de R$ 140 mil.

O projeto é alinhado também com o Samae. A autarquia será responsável pela recuperação asfáltica das vias em virtude das obras de implantação da nova rede de água na região da Alameda Rio Branco e rua Nereu Ramos. Serão investidos aproximadamente R$ 3 milhões na localidade.

“Estamos criando uma cidade pensada para as pessoas e por isso é importante que todos compreendam que é um projeto macro e que será executado em várias etapas”, explica o secretário de Planejamento Urbano, Juliano Gonçalves, ao reiterar que a primeira fase dos trabalhos é a mudança de trânsito na região central.

As alterações nos sentidos das vias entrarão em funcionamento em uma data a ser divulgada após a conclusão das adequações necessárias. Os motoristas que trafegam pela região, bem como os moradores das respectivas vias começarão a receber orientações, por meio de flyers, para compreender as mudanças aplicadas. Faixas explicativas também serão implantadas na área central da cidade. A Guarda de Trânsito fará um trabalho explicativo junto aos motoristas.

Calçadas e Ciclovias

A rua Nereu Ramos e a Alameda Rio serão contempladas também com ciclovia em toda a área de intervenção. A obra, que compreende uma segunda etapa do projeto, será viabilizada por meio de recursos garantidos pela Prefeitura de Blumenau junto ao Governo Federal, através do Programa de Aceleração do Crescimento (PAC 2 – Mobilidade Urbana Médias Cidades). Com a área exclusiva para ciclistas, a faixa de estacionamento das duas vias sofrerá mudanças em alguns trechos. Os recursos, na ordem de R$ 1,9 milhão, contemplarão também calçadas dentro dos padrões de acessibilidade, com rampa de acesso e piso tátil.

Áreas Calmas

A Secretaria de Planejamento Urbano prevê ainda a implantação na região central da cidade de Áreas Calmas – perímetro dentro do qual os veículos deverão circular a uma velocidade máxima de 30 quilômetros por hora. A redução de velocidade, já adotada com bons resultados em outras grandes cidades, será somada a outras medidas, como plantio de árvores, sinalização turística para pedestres e obras de melhoria da acessibilidade.

Uma das Áreas Calmas será na região da rua Pastor Stutzer, no bairro Jardim Blumenau e a outra, em fase de elaboração de projetos, será na rua Curt Hering, no Centro. O objetivo é humanizar o espaço público, criando um ambiente de melhor convivência no trânsito, priorizando as áreas de convivência por diferentes modais de transporte. “Isso aumenta a segurança para pedestres, ciclistas e motoristas, reduzindo o número de acidentes”, explica Gonçalves.

FONTE: Franciele Back /Secom – PMB

 

1 Comentário

  1. Velocidade média dos carros passa de 2 km/h para 400 m/h. Grande equipe. Nem os arquitetos que defendem essa baboseira, andam à pé. Ficam postando fotos no facebook presos no trânsito. Se isso não é hipocrisia, precisam mudar o dicionário.

Deixe uma resposta