Motoristas e cobradores realizam assembleias nesta quarta-feira

Mais um impasse a vista. Nesta quarta-feira, 25,  os trabalhadores do transporte coletivo de Blumenau realizam três assembleias gerais por conta do acordo coletivo. Nesta terça-feira pela manhã aconteceu uma reunião com o pessoal do Consórcio Siga, representantes da Prefeitura e do Sindetranscol. E pouco se avançou.

As cláusulas econômicas parecem ser o pior problema. A reposição da inflação, de cerca de 10%, foi aceita para reajustar os salários e o vale alimentação por parte do sindicato. A briga está em torno de três situações.

A primeira diz respeito ao pagamento do FGTS. Como é de conhecimento público, a Glória não faz o depósito destes valores, um direito básico de qualquer trabalhador com carteira assinada.

A segunda é o aumento da multa quando o salário atrasar, de 2% para 5% em cima da remuneração de um motorista.

E a terceira diz respeito a jornada de trabalho. A Prefeitura propõe mudanças e o sindicato quer colocar da forma que é hoje na convenção coletiva.

Durante toda a tarde o comando do Sindetranscol esperou um avanço na proposta por parte do Executivo ou das empresas, o que não aconteceu. A primeira assembleia está marcada para às 9 horas e ainda há uma esperança que venha alguma novidade para apresentar para a categoria.

Sindetranscol (1)

Seja o primeiro a comentar

Deixe uma resposta