Mais cortes na Educação, possível prisão de Glenn e impeachment de Dias Toffoli

Foto: Antonio Cruz/Agência Brasil-CP

Mais cortes na Educação

O Ministério da Economia detalhou nesta terça-feira (30) mais um corte no orçamento do Ministério da Educação, desta vez, R$ 348 milhões.

No total, já foram bloqueados da Educação R$ 6,1 bilhões neste ano, o maior corte dos ministérios. No total, o orçamento federal está bloqueado em R$ 33,4 bilhões.

O Ministério da Defesa é o segundo na lista dos que mais têm recursos contingenciados no ano, com R$ 5,8 bilhões. Na sequência, estão Economia (R$ 4,4 bilhões) Minas e Energia (R$ 3,8 bilhões); e Desenvolvimento Regional (R$ 3,1 bilhões), responsável pelo Minha Casa, Minha Vida.

Com informações: O Globo

Possível prisão de Gleen

Glenn Greenwald, jornalista do site The Intercept Brasil, afirmou saber que há um grande risco de ser alvo de um mandado de prisão. Greenwald afirma isso após ataques públicos por parte do presidente Jair Bolsonaro.

“Quando o presidente está te ameaçando por três dias consecutivos, usando seu nome como Jair Bolsonaro está fazendo contra mim, obviamente o risco é grande de eu ser preso. Nós sabemos isso todo o tempo”, afirmou ele, em entrevista à imprensa na noite desta terça-feira (30).

Com informações: UOL

Impeachment de Dias Toffoli

Calma, não é sobre o presidente Bolsonaro. É que a deputada estadual Janaina Pachoal (PSL-SP) e o presidente do MP Pró-Sociedade, Renato Varalda, protocolaram nesta terça-feira (30) no Senado Federal um pedido de impeachment contra o presidente do Supremo, Dias Toffoli.

O pedido trata especialmente da decisão do ministro que suspendeu o andamento de processos que envolvam dados compartilhados por órgãos de controle, como o Coaf (Conselho de Controle de Atividades Financeiras). Segundo a determinação, para dar continuidade a um inquérito desse tipo, será preciso autorização judicial.

“Tal decisão monocrática, além de contrariar a Constituição Federal e diversas leis, trouxe contrariedade ao que foi estabelecido pelo Plenário do STF”, diz o texto do pedido.

Com informações: Rádio Jovem Pan

Expropriação

Jair Bolsonaro criticou nesta terça-feira (30) a emenda constitucional que pune com expropriação a propriedade rural que pratica trabalho escravo. Bolsonaro também defendeu que haja uma definição clara do que é “trabalho análogo à escravidão” e afirmou que o empregador “não quer maldade para o seu funcionário nem quer escravizá-lo”.

Ele fez o comentário durante a cerimônia de anúncio da revisão de 36 normas que tratam das regras de proteção da saúde e da segurança de trabalhadores.

Com informações: G1

Resumo do Brasil: mais cortes na Educação, possível prisão de Glenn e impeachment de Dias Toffoli.

 

1 Comentário

  1. Glenn Greenwald : se esta com medo de ser preso , é porque sabe que fez coisa errada , tipo comprar gravações telefônicas de hacker sem saber da licitude .

    Mais um para Curitiba .

Deixe uma resposta