Licitação para gestão financeira da Oktoberfest terá mais uma etapa

Foto: Michele Lamin/Secom PMB

A organização da Oktoberfest comemorou a participação de dois grandes consórcios no segundo edital para a gestão financeira da nossa maior festa, mas por questões legais terá que dar mais tempo para a etapa da habilitação.

Uma das empresas, a que apresentou menor valor, tinha sido desabilitada por que a sua apólice de seguro não correspondia ao que previa o edital.

Aí a comissão de licitação da Prefeitura começou a analisar a proposta da segunda empresa, que estava com tudo OK, mas não observou um item do edital. Apresentou uma apólice internacional – adequada ao pedido no edital -, mas sem a tradução juramentada, o que impede sua participação.

Sendo assim, começa a correr a partir de hoje oito dias para uma nova habilitação no que diz respeito a este item, o do seguro, para as duas empresas. O caso da segunda colocada é mais fácil, só fazer a tradução. No da outra, que fez o preço mais barato, é possível, desde que consigam atender as exigências do edital.

Participam da licitação dois consórcios. Um chamado Oktoberfest Blumenau, que tem como empresa líder a Imply, do Rio Grande do Sul, com expertise do Natal Luz de Gramado e do controle da Arena do Grêmio, do estádio do Beira Rio, do Inter, e do Maracanã, entre outros.

O outro consórcio é o IMM/ Intellitix, cuja a empresa líder tem no portfólio o Rock in  Rio (tem 20% de participação acionária), SP Fashion Week, Circo de Solei no Brasil.

Para não atrapalhar a venda antecipada de ingressos, a direção do Parque Vila Germânica já organiza um plano B até a definição da ganhadora, que, se tudo der certo, saberemos na próxima semana.

1 Comentário

  1. Licitações em Blumenau são sempre problemáticas, será porque ?

Deixe uma resposta