Já são três crises internas na gestão Toffoli

Aécio

Segundo a TV Globo, a Polícia Federal faz buscas e apreensões em endereços ligados ao senador Aécio Neves, inclusive na casa da sua mãe, em Belo Horizonte (MG).

Maia

Na ausência de Michel Temer, o presidente da Câmara, Rodrigo Maia (DEM-RJ) deu uma canetada e “rasgou” a lei de Responsabilidade Fiscal, permitindo que os municípios estourem o limite de gastos com pessoal sem sofrerem qualquer tipo de punição.

Preparado para continuar à frente da presidência da Câmara? Nenhuma!
Se vai conseguir? Aí é outra história!

Portos

Raquel Dodge, procuradora-geral da República, denunciou o presidente Michel Temer no inquérito dos portos. A acusação criminal foi apresentada ontem (19), um dia antes do recesso do Judiciário.

Lembrando que falta pouco para o “Mordomo do Jaburu” perder o foro privilegiado.

Com informações do G1

Imbróglios

Já são três as crises internas do STF na gestão Toffoli. A primeira foi quando o ministro Luiz Roberto Barroso disse ao jornal Folha de S. Paulo, que há no STF gabinetes “distribuindo senhas para soltar corrupto”.

A segunda foi quando o ministro Ricardo Lewandowski autorizou entrevistas do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva (PT), mas a decisão foi derrubada pelo ministro Luiz Fux.

A terceira foi a decisão do ministro Marco Aurélio Mello de soltar todos os presos com condenação em segunda instância. Causou um reboliço, por causa da possibilidade de soltura do ex-presidente Lula – inclusive a defesa entrou com pedido de alvará de soltura -, mas a decisão de Marco Aurélio foi derrubada horas depois pelo presidente do STF, Dias Toffoli.

A retrospectiva da Globo este ano terá 6 horas de duração.

Salles

A Justiça condenou Ricardo Salles, futuro ministro do Meio Ambiente do governo Bolsonaro, por improbidade administrativa. Cabe recurso.

Salles é acusado pelo Ministério Público de fraudar processo do Plano de Manejo da Área de Proteção Ambiental da Várzea do Rio Tietê, em 2016, quando estava à frente da pasta do Meio Ambiente do governo de Geraldo Alckmin (PSDB).

O quadro “técnico” do próximo governo!

Com informações do G1

 

Seja o primeiro a comentar

Deixe uma resposta