Governador Moisés volta atrás e deve prorrogar medidas de isolamento em SC

Foto: divulgação Secom SC

O governador Carlos Moisés parece que está voltando ao seus tempos de bombeiro e não de político e sinaliza que pode rever o seu decreto que flexibiliza reabertura de algumas atividades e circulação nesta semana que começa.

Falou isso para prefeitos numa vídeo conferência com os responsáveis pelas principais cidades de SC e os presidentes das associações de Municípios, neste domingo pela manhã.

Deve anunciar nas próximas horas. Resta saber se a prorrogação será de sete ou dez dias.

Confira o material enviado pela Secom SC.

O governador Carlos Moisés sinalizou neste domingo, 29, que deve prorrogar as medidas de isolamento social em Santa Catarina por mais tempo durante uma reunião com os prefeitos das maiores cidades do Estado e os presidentes das 21 Associações de Municípios. De acordo com o chefe do Executivo estadual, a retomada gradual de alguns serviços não essenciais depende da preparação do sistema de saúde para a crise do coronavírus. Essa organização está condicionada à chegada de recursos e EPIs por parte do governo federal, além de equipamentos para leitos de UTI que foram comprados pela Secretaria de Estado da Saúde.

“Todas essas questões nos levam a uma posição muito tranquila de que temos que aguardar um pouco mais para colocar em ação o nosso plano de retomada das atividades econômicas. Precisamos estruturar melhor a nossa rede para que não tenhamos o risco de uma sobrecarga do sistema enquanto os equipamentos ainda estão chegando”, afirmou.

O governador fez ainda uma fala forte em relação à prioridade na preservação da vida em Santa Catarina durante o combate à pandemia da Covid-19.

“Essa decisão está tomada, no sentido de colocar a vida em primeiro lugar em Santa Catarina. Haverá efeitos econômicos muito grandes? Sim, mas o Estado não pode se omitir em um momento como esse. É necessário um esforço extra de cada um para que possamos superar essas dificuldades. Precisamos da união de todos os entes públicos e contamos com o apoio dos prefeitos nesse momento”, disse o governador aos prefeitos.

Seja o primeiro a comentar

Deixe uma resposta