Futebol de Blumenau. Em 2016, as esperanças se renovam

Fazer futebol em Blumenau é tarefa para abnegados.

O Informe Blumenau já escreveu sobre isso.

Agora, o primeiro fim de semana de trabalho no Metropolitano para a temporada de 2016 vem ao encontro dos bons fluídos que cada começo de ano traz. Expectativas positivas.

E boas simbologias. Elas são determinantes para perceber se o trabalho tem café no bule.

E , de longe, é possível perceber as boas intenções e apostas da direção.

O dirigente é um carioca articulado, com passagem recente pelo Botafogo, com bom conhecimento no cenário nacional. O técnico tem no currículo ser campeão do mundo interclubes, o que poucos tem.

E a mensagem de profissionalismo chegou aos torcedores, cerca de 70, que acompanharam a apresentação do Metropolitano para 2016 no sábado, 2.

Foto: Sidnei Batista/Metropolitano
Foto: Sidnei Batista/Metropolitano

Não é fácil.  Ser obrigado a jogar em Jarágua do Sul afasta a torcida, mas a aposta em dois nomes diretivos com inserção no cenário nacional, no caso Valdir Espinosa e Sidnei Loureiro, sinaliza um caminho consciente, com planejamento e experiências.

Se vai dar certo, são outros quinhentos, pois depende de um monte de coisa e se decide muito nos detalhes.

E por falar em profissionalização. A assessoria de imprensa do Metropolitano está de parabéns. O Sidnei realiza um bom trabalho nas redes sociais nesta linha.

 Quer saber quem sem apresentou no Metropolitano?  

E o trabalho desenvolvido no Facebook pela assessoria do Metrô ? 

 

 

1 Comentário

  1. Existem alguns abnegados pelo futebol de Blumenau, é louvável, mas a muitos anos notamos que o povo de Blumenau não é de frequentar estadio ou ser um fiel torcedor. Não sei quantos sócios o clube possui, mas nos jogos, para conseguir levar 3.000 pessoas ao SESI , sempre foi muito difícil . Se Blumenau tem mais de 300.000 pessoas , supondo que 10 % fosse ao estádio, seriam 30.000 pessoas , mas o que vemos são no máximo (média) 1.500 torcedoras fiéis , ou seja , muito pouco em comparação a quantidade de habitantes .Obviamente que os torcedores fiéis tem outra opinião , mas este é o sentimento de quem não analisa pelo coração e sim pela razão .Jogando em Jaraguá do Sul possivelmente será mais difícil .
    Talvez os abnegados devessem repensar o futebol em Blumenau , será que ainda vale a pena ?

Deixe uma resposta