Ex-deputado Pizzolatti ganha habeas corpus do STJ

Foto: arquivo

Preso no dia 17 de maio, o ex-deputado federal João Pizolatti deve ser solto nas próximas horas. Os advogados dele conseguiram nesta terça-feira, 8, um habeas corpus no Superior Tribunal de Justiça, com o voto unanime dos cinco ministros, que revogaram a prisão preventiva.

Responsável por um acidente de trânsito em dezembro de 2017, quando dirigia embriagado, Pizzolatti foi preso ao ser flagrado dirigindo, sendo que estava com a carteira de habilitação apreendida.

Os STJ impôs a Pizzolatti medidas cautelares, como se apresentar à Justiça a cada dois meses, proibição de mudança de domicílio sem comunicação, suspensão do direito de dirigir e internação em clínica para tratamento psiquiátrico e de alcoolismo.

Confira a sentença: Soltura pizzolatti

No dia 4 deste mês,  o juiz Juliano Rafael Bogo, titular da 1ª Vara Criminal de Blumenau, decidiu que Pizzolatti deveria permanecer preso enquanto aguarda o julgamento, que será feito por um juri popular.

1 Comentário

  1. Este é o STJ , descumprindo as leis .
    Este indivíduo deveria ficar detido até o julgamento , vai aprontar de novo , e quem será o responsável caso tenha outra vítima ?

    Talvez os advogados dele e o STJ , já que deram liberdade .

Deixe uma resposta