Empresa que vai construir a Ponte Norte-Sul será conhecida só em fevereiro

Foto: PMB

Apenas uma empresa – HELENO & FONSECA CONSTRUTÉCNICA S.A – desistiu de participar do processo licitatório para construir a ponte Norte-Sul, entre a Rua Itajaí e Rua Paraguay. 17 confirmaram interesse nesta segunda-feira,14, no retorno do processo de licitação, depois de mais de um ano suspensa por conta de determinação Judicial e do Tribunal de Contas do Estado.

O próximo passo é concluir a avaliação da documentação de habilitação das concorrentes. Segundo o secretário municipal de administração, Anderson Rosa, a expectativa é que até esta sexta-feira, dia 18, seja concluída a análise de qualificação técnica e aberto o prazo de recurso e contra-recurso para as empresas. Pelo que entendi das palavras do secretário na entrevista que ouvi dele, para o colega Jootan Silva, da Rádio Nereu Ramos, são 15 dias úteis nesta fase.

Depois virá a parte econômica, visto que a licitação é pelo menor preço. Aí, já estamos falando de fevereiro. O teto estipulado em 2017, data do edital original, era de R$ 39 milhões. A Prefeitura já sabe que terá que reajustar esteve valor, pois já se passaram mais de uma ano e três meses, mas esta negociação será feita com a empresa vencedora da licitação, explica o secretário Anderson. O dinheiro está garantido através de financiamento da Caixa Econômica Federal

O áudio da entrevista dele na Nereu compartilho abaixo.

A ponte do Corredor Norte-Sul será uma ligação viária sobre o Rio Itajaí-Açu, sendo estabelecida entre as ruas Alwin Schrader e Itajaí, no bairro Vorstadt, e as ruas Paraguay/Porto Rico, na Ponta Aguda.

A estrutura, com base metálica, terá ao todo 180 metros de extensão e 13,80 metros de largura. Serão duas pistas para tráfego, com passeio para pedestres e ciclovia nas laterais. No sentido Vorstadt/Ponta Aguda, a faixa será utilizada para veículos pequenos e transporte coletivo. No sentido contrário, a faixa servirá exclusivamente para ônibus. Na interseção da ponte com a Rua Itajaí haverá um semáforo.

 

3 Comentário

  1. Calma sr. jornalista…a troca de liminares, mandados de segurança e outros entraves jurídicos nem começaram ainda…
    Ponte no centro de Blumenau….este filme vai ter mais algumas sequencias….

  2. Essa ponte foi a derrocada de Napoleão e pelo visto será de mais um .

    Falta de competência, falta de conhecimento, falta de gerenciamento , sobra politicagem e falta de comprometimento com a população .

    Em países sérios , fazem pontes em questão de semanas , aqui leva 10 anos e só no papel .

  3. Está tudo errado na pretensão da construção dessa ponte.
    O correto mesmo seria derrubar o monstro do Edifício América, que só enfeia a cidade, e ali sim fazer uma ponte ligado a Alameda Duque de Caxias ( Rua das Palmeiras) à Avenida Brasil, na ponta Aguda, e de lá ligando à Rua das Missões, em direção ao norte
    da cidade.
    Muito mais simples, lógico e Barato.
    Sem contar que debaixo da cabeceira da ponte no lado sul, poderia ser a sede do Clube Náutico América.
    Moacir Stiehler

Deixe uma resposta