Deputados do PSL exigem a saída de Ricardo Alba da liderança da sigla na Assembleia

A crise nacional do PSL chegou com força em Santa Catarina e atinge em cheio um dos maiores defensores do presidente Jair Bolsonaro  desde sempre, Ricardo Alba, o deputado mais votado de Santa Catarina em 2018.

Quatro, dos seis parlamentares da sigla, elaboraram um documento para o presidente da Casa, Julio Garcia (PSL), com a destituição de Alba e indicando o Sargento Lima como novo líder.

Além do deputado Sargento Lima, assinaram o documento Ana Caroline Campagnolo, Felipe Estevão e Jessé Lopes.

Ricardo Alba paga um preço por ser o principal defensor do governador Carlos Moisés, em rota de colisão com a bancada do PSL, que  o considera muito “progressista”. Também criticam o fato de Alba ter ficado neutro na discussão entre “bolsonaristas” e “bivaristas” no plano nacional.

Também reclamam que não havia um trabalho coordenado da bancada e que Alba adotou uma postura muito individualista.

Tentei falar com o deputado Alba, mas ele ainda não respondeu.

Seja o primeiro a comentar

Deixe uma resposta