Consumidor blumenauense sinaliza cautela para as compras do Dia das Mães

Foto: divulgação

Levantamento feito pela Federação do Comércio de Bens, Serviços e Turismo de Santa Catarina (Fecomércio SC), revela que o blumenauense será cauteloso para as compras do Dia das Mães, que costuma a ser a segunda maior data em vendas do comércio catarinense e brasileiro.

O ticket médio de valor gasto com os presentes é praticamente igual ao estimado no ano passado: R$ 172,30, contra R$ 172,02 em 2018. Ainda assim, é um valor superior à média catarinense, de R$ 168,43.
No levantamento, 41,3% das famílias de Blumenau declararam estar em situação financeira melhor que do ano anterior, 37% apontaram que sua situação está igual e 21,7% afirmaram que estão em pior situação.

Como forma de pagamento, maior parte dos blumenauenses deve pagar à vista. A opção à vista em dinheiro foi a mais citada (60%), sendo seguida pelo parcelamento no cartão de crédito (20,3%) e pela compra à vista no cartão de débito (9,3%).

Para o presidente do SINDILOJAS Blumenau, Emìlio Rossmark Schramm, os resultados do levantamento indicam que o consumidor está razoavelmente otimista, mas ainda demonstra cautela.

“A maioria entende que o cenário está melhor ou pelo menos igual ao do ano passado, isso resulta na expectativa de gastos idêntica a de 2018. E muita gente pretende pagar à vista, evitando o endividamento. Isso sinaliza a cautela, todos estão esperando para ver como vai ficar a economia”, analisa Schramm.

Já no local para realizar as compras, o comércio de rua de Blumenau vai ser a opção da maioria dos entrevistados, com 62,3% da preferência. Shoppings Centers serão o segundo destino, com 23,7%.

Dentre os presentes procurados para as mães blumenauenses, maior parte dos consumidores aposta em produtos de vestuário (43%), seguido pelo setor de perfumes e cosméticos (19%) e pelo de calçados e bolsas (11%). Só 12% ainda não definiram seu presente.

A pesquisa Fecomércio SC que ouviu 2.099 pessoas entre os dias 8 e 16 de abril, em sete municípios de Santa Catarina.

Seja o primeiro a comentar

Deixe uma resposta