Caça-Fantasmas: Representatividade importa – e muito! – Gaspacho para Todos

Coluna Gaspacho para todos por:
MARTA BROD
jornalista e professora universitária
caca_fantasmas_filme
Imagem: Divulgação

Sim, depois de dois meses afastada aqui da coluna eu estou de volta! Mas, todo esse tempo sem aparecer por aqui foi por um bom motivo: entrega e defesa da minha dissertação do mestrado.  Depois de dois anos apenas assistindo Almodóvar e alguns poucos filmes,  agora volto a rotina normal de ao menos tentar acompanhar as películas que estão chegando aos cinemas.

Então, pra marcar esse retorno por aqui, hoje eu falo do filme: Caça-Fantasmas.  Lembra daquele primeiro filme lançado lááá em 1984 e que estão na lista dos  clássicos da sessão da tarde? Pois é, em 2016 o Paul Fig  (diretor do filme) resolveu fazer um reboot  dessa comédia, ou seja, juntou todos os elementos do primeiro filme e fez uma nova versão, porém mais moderninha, cheia de efeitos visuais incríveis e, claro, com quatro MULHERES sendo protagonistas do filme.

Em aspecto de roteiro, o filme falha bastante.  Algumas piadas parecem não fazer sentido algum e às vezes até  rola um silêncio desnecessário entre os diálogos. Achei, também, que o vilão do filme foi pouco explorado, dando margens para muitos questionamentos do tipo: “o que você está fazendo aí mesmo?” Porém, acredito que Caça-Fantasmas não é um filme para ser apreciado no sentido: “nossa, que obra de arte!”. É, sim, um filme  divertido,  com muitas referências aos anos 80 e efeitos visuais muito bem produzidos.

Além desses elementos, o filme tem um papel bem mais importante: falar sobre representatividade das mulheres no cinema. O filme de 1984 era protagonizado por quatro homens. Paul Feig quis subverter essa ordem e nos brinda com atuações incríveis de Leslie Jones , Kate McKinnon,Kristen Wiig e  Melissa McCarthy. As quatro juntas formam o time do empoderamento. Além da euforia para capturar algum fantasma perdido pela cidade de Nova York, elas  nos mostram como a sororidade é importante.

caca_fantasmas_gif

Ah, Chris Hemsworth também está no filme. Ele é o personagem apelativo:  lindo, com um corpo escultural, trabalha como secretário das meninas e não provém de inteligência.  Isso lembra alguma coisa?

Por fim, Caça- Fantasmas é um filme leve, despretensioso e divertido. Afinal, em um ano em que a representatividade é assunto de muitas discussões acaloradas, nada melhor do que o cinema para sugerir que é possível, sim, existir a igualdade de gênero!

Um adendo para os saudosistas de plantão: se você é super fã do primeiro Caça-Fantasmas, aguarde por surpresas bem agradáveis nessa nova versão 🙂

Gostou? Então compartilhe e depois veja outras postagens da coluna Gaspacho para Todos.

Seja o primeiro a comentar

Deixe uma resposta