AMMVI não participará do programa Recuperar do Governo do Estado

Foto: Michele Prada/AMMVI

Os prefeitos que fazem parte da Associação dos Municípios do Médio Vale do Itajaí, reunidos em assembleia na semana passada, fecharam questão e decidiram não aderir ao programa Recuperar, do Governo do Estado, que pretendia repassar para os Municípios a responsabilidade pela manutenção das rodovias estaduais que cortam as cidades.

Desde o começo os prefeitos, liderados pelo presidente da AMMVI, Mário Hildebrandt (sem partido), sempre tiveram um pé atrás com o que consideravam que poderia ser um presente de grego. Além de considerarem os recursos insuficientes, houve a preocupação de assumir a co-responsabilidade por tudo que acontece nestas rodovias, como eventuais indenizações por acidentes ou por veículos danificados por conta de buracos e coisas assim.

Em setembro, o secretário de infraestrutura Carlos Hassler esteve em Blumenau para explicar aos prefeitos como funcionaria o programa, que repassaria R$ 1,6 mil por quilometro para serviços de tapa-buraco, roçadas, limpeza e manutenção de placas.

Na oportunidade, os prefeitos pediram mais explicações do secretário, em especial no que diz respeito a esta co-responsabilidade.

“Até agora não recebemos esta resposta e portanto decidimos não participar do programa”, disse o presidente Mário Hildebrandt, afirmando que os prefeitos que quiserem fazer a parceria com os consórcios montados podem fazer individualmente.

Seja o primeiro a comentar

Deixe uma resposta