A eleição na Câmara, PSL dividido, PSB fora do bloco e o furacão Damares.

Eleição na Câmara

O ministro-chefe da Casa Civil, Onyx Lorenzoni, será exonerado do seu cargo para poder votar na eleição para à presidência da Câmara nesta sexta (01)

O candidato do Onyx?

Com certeza – a renovação – Rodrigo Maia (DEM-RJ).

Dividido

Tem uma ala no PSL que articula a saída do deputado General Peternelli (SP), que se lançou candidato à presidência da Câmara apesar do partido declarar apoio a Rodrigo Maia.

Bloco

Esperava-se que o PSB se unisse aos outros partidos de esquerda para um bloco contra Rodrigo Maia. Mas não, o partido terá candidato próprio: João Henrique Caldas (PSB-AL).

JHC, como é conhecido, exerce atualmente a função de terceiro-secretário da Câmara.

Furacão

Se imaginasse o tamanho do reboliço que a nomeação “técnica” de Damares Alves iria causar, Bolsonaro teria desistido. A revista Época trás uma matéria sobre a filha adotiva de Damares, que teria sido raptada de um aldeia indígena. As atribuições técnicas e seus diplomas se desmancharam em matérias que mostram seus verdadeiros diplomas.

Quando abre a boca? Um furacão!

Governo Bolsonaro, um governo Temer, só que com mais personagens interessantes.

Resumo do Brasil: a eleição na Câmara, PSL dividido, PSB fora do bloco e o furacão Damares.

 

 

Seja o primeiro a comentar

Deixe uma resposta