Secretaria de Educação de Indaial implanta primeira Escola Integral

A semana iniciou com mais uma conquista para a Educação de Indaial. Nessa segunda, 26 de agosto, teve início o atendimento em tempo integral na Escola Básica Municipal Encano Central com a implantação do Projeto Piloto: Escola Integral e Sustentabilidade.

A abertura das atividades contou com a presença do secretário de Educação, Jairo Gebien, servidores, estudantes, professores, direção e pais. Alguns alunos que participam da oficina de Violino realizada na Escola também se apresentaram.

A Educação em tempo integral inscreve-se no campo das políticas sociais e suas ações estão respaldadas pela legislação consistente, como a Constituição Federal e a Lei de Diretrizes e Bases da Educação Nacional.

A EBM Encano Central está inserida na área rural do Município, dificultando, assim, pela distância, o acesso às atividades culturais e esportivas oferecidas e realizadas em espaços centralizados. Por outro lado, está integrada à natureza com espaço adequado para realização de atividades voltadas à questão da sustentabilidade.

O turno integral tem uma proposta de atendimento educacional voltado às aprendizagens diversificadas, fortalecendo o vínculo entre a escola e a comunidade. As atividades são desenvolvidas em um espaço físico planejado para acolher às especificidades dos alunos, orientadas e assistidas por educadores, num ambiente acolhedor, voltado à criação, à autonomia, ao desenvolvimento de hábitos saudáveis e ao aprendizado, tendo a rotina como elemento organizacional.

“Essa é a primeira Escola Integral de Indaial. Nosso objetivo é que a Encano Central seja referência em ensino integral. O educandário tem espaço físico propício para a realização das atividades no contraturno. Além disso, com o projeto estamos beneficiando escolas mais distantes também”, pontua o secretário, Jairo Gebien.

Para a coordenadora do Projeto Escola Integral, Maria Krauss, essa é uma proposta diferenciada. “Tudo foi pensado e construído com as crianças, a organização dos espaços, para desde cedo elas serem acolhidas com amor e carinho”, destaca.

O diretor da Escola, Michel Lenzi, também ressalta que com a implantação do projeto a própria comunidade escolar está se sentido mais valorizada.

Para a implantação do tempo integral, a Secretaria de Educação estabeleceu parcerias com as Fundações Municipais de Cultura e Esporte, a Coordenadoria de Desenvolvimento Econômico, Eventos e Turismo, pais e professores voluntários.

O turno integral irá beneficiar 35 alunos, desde a Educação Infantil, a partir dos 4 anos, até o 3º ano. Uma novidade é que a partir de 2020 será aberta uma turma para o 4º ano, ampliando assim o número de estudantes.

Dentre o cronograma de atendimento no contraturno, estão contempladas atividades como o auxílio nas tarefas escolares, na qual as atividades das disciplinas são feitas no contraturno; aulas de informática; apoio pedagógico; atividades culturais e esportivas, como aulas de Kickboxing, Violino, Musicalização, Teatro e Dança; confecção de jogos e brincadeiras; revitalização dos espaços da escola; leitura e contação de histórias com a Biblioteca Móvel da FIC; oficina de culinária com nutricionista da Secretaria e pais sobre alimentação saudável e receitas; Conheça seu quintal, na qual uma turismóloga por meio de encontros fomenta o turismo do bairro de forma sustentável; e horta com o cultivo de hortaliças desde a semeação até o crescimento com o senhor Adalberto Lorenz. O monitor de transporte também auxilia os alunos nas oficinas, participando da rotina escolar. Além das atividades pedagógicas, as crianças que ficam no contraturno recebem almoço e café.

Jairo Gebien adianta que a Secretaria de Educação já tem no planejamento alguns investimentos no educandário, como a reforma da quadra, a colocação de toldos no espaço das oficinas e a instalação de um buffet quente para o almoço dos alunos.

Fonte: Comunicação PMI

Seja o primeiro a comentar

Deixe uma resposta