Saúde na Mesa: regras essenciais para uma alimentação adequada

Foto: reprodução

A Fundação Simpósio Brasileiro de Alimentação e Nutrição (SIBAN) prega algumas normas para que todos possam seguir uma alimentação saudável. Essas regras são essenciais para uma alimentação adequada e para o bem estar.

Dentre as normas temos:

Faça pelo menos três refeições diárias: café da manhã, almoço e jantar (com alimentos diversos)

Nosso organismo tem necessidade de substâncias diversas, que devem ser ingeridas todos os dias. Para não restringirmos nossa alimentação é necessário que nossas refeições tenham comidas variadas e em períodos variados, pelo menos três vezes ao dia, assim além de ingerir nutrientes nos sentimos mais satisfeitos.

Não esqueça das frutas e verduras da época e de sua região

Frutas e verduras são fontes de vitaminas, minerais, fibras e água. Procure frutas da época e comuns na sua região, pois elas costumam ser mais baratas.

Ingira carboidratos, leguminosas e laticínios (arroz, feijão, farinha, pão e leite).

Arroz com feijão constitui uma fonte de energia e proteína, além de fornecer alguns minerais, vitaminas e fibras.

Os laticínios são é uma fonte de proteínas, minerais e vitaminas, recomendado para todas as idades. Para os recém-nascidos recomenda-se o leite materno, que evita infecções e alergias, até os 6 meses de idade.

Os carboidratos (de preferência integrais) são uma boa fonte de energia e fibras.

Modere o consumo de carnes, sal e açúcar

Apesar das carnes serem boas fontes de proteínas, vitaminas e minerais, seu consumo deve ser moderado e de preferências com cortes mais magros, já que a gordura animal está diretamente relacionada a doenças cardiovasculares. Pode se usar fontes alternativas de proteína como (soja, ovos e queijos) .

O sal está muito presente em alimentos processados e condimentados e a ingestão em excesso está ligada a doenças metabólicas como hipertensão. O ideal é reduzir o consumo usando temperos naturais e evitando consumo de produtos industrializados. O açúcar também deve ser consumido de forma moderada.

Beba água

A água atua nas reações de hidrólise, auxilia na digestão, no bom funcionamento dos órgãos e regula a temperatura corporal. podemos encontrar água através do consumo de frutas, do próprio suco das frutas ou do leite.

Dê preferência a óleos vegetais e reduza gordura animal

Evite carnes gordas, linguiças, presuntos, certos queijos e cremes, diminua as frituras e o uso de gordura animal. Prefira ingerir óleos de origem vegetal (soja, arroz, milho, girassol ).

Mantenha o seu peso

Busque equilibrar entre a prática de exercícios físicos, boa alimentação e controle de peso.

Faça das refeições um encontro agradável

Evite se alimentar em locais agitados e prefira ambientes agradáveis e calmos, pois eles favorecem o aproveitamento dos alimentos.

Coma melhor e gaste menos

Procure frutas e verduras da época, evite entrar nas modinhas, faça uma horta orgânica em casa. Essas praticas simples auxiliam numa alimentação mais saudável e em redução de gastos.

Estas orientações simples podem ter efeito na sua longevidade, ter impacto na sua qualidade de vida e auxiliar o corpo a ficar mais resistente contra doenças e ter mais disposição.

Alimente-se bem e até semana que vem!

Seja o primeiro a comentar

Deixe uma resposta