Saúde na Mesa: a lactose

Foto: reprodução

A lactose é o açúcar presente no leite e seus derivados. Temos lactose presente no leite de vaca, ovelha, búfala, entre outros. Com concentrações diferentes, que dependem da industrialização. O leite ou iogurte podem apresentar um teor de lactose maior que alguns queijos amarelos.

A lactose também está presente em derivados de leite de vaca tais como: manteiga, iogurte, coalhada, queijos, sorvete, leite de todas as formas, desnatado, integral e em pó.

É bom salientar que todos os alimentos que levam leite em seus ingredientes podem conter lactose. Como por exemplo, biscoitos, pães, bolos, salsichas, patês, frios entre outros.

A indústria por sua vez, visando a necessidade que algumas pessoas tem em restringir a lactose na alimentação, produzem alimentos isentos de lactose. Portanto pessoas com intolerância à lactose podem consumir alimentos a base de leite desde que esteja especificado no rótulo do produto “livre de lactose” ou “este alimento não contém lactose”.

Existe também a possibilidade de ingerir tipos de leite que não contêm lactose entre eles os leites vegetais tais como: soja, aveia, arroz, amêndoa, leite de coco.

A intolerância à lactose se caracteriza por uma deficiência da enzima lactase, responsável pela digestão da lactose. Devido essa deficiência não ocorre a digestão da lactose no intestino. Há formação de ácidos orgânicos de cadeia curta e gases. Os sintomas mais comuns apresentados por quem tem intolerância à lactose são: dor abdominal em cólica, desconforto abdominal, sensação de inchaço/estufamento, flatulência, diarreia, náusea e em alguns casos vômitos e queimação.

O diagnóstico da intolerância à lactose é feito através de exame bioquímico, conhecido como teste de intolerância à lactose. A intolerância à lactose pode ser congênita ou adquirida ao longo da idade e o tratamento tem como objetivo minimizar ou isentar totalmente os sintomas referidos pelo paciente. A doença se caracteriza por um quadro crônico.

A melhor forma de amenizar os sintomas é através de uma dieta isenta de lactose. Em alguns casos ou após um período de tratamento, pode se indicar um tratamento com a lactase endógena. Consulte um profissional, pois a retirada de todos os produtos lácteos da dieta pode gerar deficiência de cálcio, proteínas e outros nutrientes comprometendo a saúde óssea.

Lembrando que não há nenhuma evidência científica que mostre que a retirada da lactose leve a redução de peso. Portanto, somente as pessoas que apresentam intolerância à lactose devem cortar o alimento da dieta. É importante salientar a diferença entre intolerância à lactose e alergia ao leite de vaca. A alergia ao leite de vaca se caracteriza por alergia a proteína do leite. Não sendo possível o consumo de leite de vaca em hipótese alguma.

Seja o primeiro a comentar

Deixe uma resposta