Prefeitura de Gaspar tem crescimento econômico de 17,2%

Foto: Guilherme Spengler

Em 2019, Gaspar arrecadou um volume de R$ 153 milhões em tributos, oriundos de impostos, taxas, contribuição de melhoria, transferências correntes, receitas tributárias e deduções. O valor arrecadado no último ano foi 17,2% a mais do que o resultado em 2018. Quando comparado com Santa Catarina, o crescimento de Gaspar supera o estadual, que foi de 11%.

O destaque do período foi a arrecadação do crédito da Dívida Ativa, que foi de R$ 2,9 milhões em 2018 para R$ 4,5 milhões em 2019. Esse resultado foi obtido através de diversas ações realizadas pela Prefeitura de Gaspar por meio da Secretaria da Fazenda e Gestão Administrativa, como a atualização cadastral, melhoria nas ferramentas de cobrança, setor de negociações e o Programa de Recuperação Fiscal – Refis 2019.

A arrecadação do Imposto sobre Serviços (ISS) somou cerca de R$ 17 milhões, 21% a mais que 2018. O Imposto Predial e Territorial Urbano (IPTU) teve um aumento em relação a 2018 de 13,06%. O IPTU é uma das principais fontes de arrecadação do município, esse tributo garante a execução de serviços e projetos de melhorias em áreas como saúde, educação, mobilidade urbana e manutenção da cidade.

O bom resultado na arrecadação é conseqüência de vários fatores, como a criação de vagas de empregos formais, com um saldo positivo de 1.784, e a formalização de 1.009 novas empresas. Com a abertura de novos empreendimentos na cidade, o mercado de trabalho também se aquece, gerando novas oportunidades de emprego e renda e, consequentemente, alavancando a economia do município.

De acordo com o secretário da Fazenda e Gestão Administrativa, Carlos Roberto Pereira, os números representam o trabalho que é realizado. “Os resultados de 2019 consolidam os esforços que realizamos durante a gestão no sentido de empreender um controle fiscal para alcançar o equilíbrio nas contas públicas, o pagamento em dia das obrigações para com os servidores públicos, e a retomada de obras imprescindíveis demandadas pela população”, destaca Pereira.

Fonte: Comunicação PMG

Seja o primeiro a comentar

Deixe uma resposta