Os dois corações de uma paciente do Santa Isabel

Foto: divulgação

A paciente Kelly ganhou dois novos corações: um veio de um doador, para que ela pudesse ter nova chance de vida; o outro é de pelúcia, num chaveiro, para ela sempre lembrar do Hospital Santa Isabel e dos profissionais trabalham. A iniciativa veio por meio do projeto “O que importa para você?”, que pergunta ao paciente o que realmente importa para ele. O que importava para Kelly era tirar uma fotografia com cada profissional que a atendeu.

A Unidade Nossa Senhora Aparecida, setor de transplantes do Hospital Santa Isabel, preparou um presente especial para Kelly: um álbum com as fotos que ela tirou com o pessoal e o chaveiro. E o pedido feito pela equipe foi: “volte, mas para nos visitar”. A ação emocionou não somente a paciente duplamente presenteada – álbum e coração novo, mas também levou lágrimas aos olhos de toda a equipe. Kelly deu entrada no hospital dia 07 de fevereiro e recebeu alta hoje, dia 28 de fevereiro.

Cada simples gesto feito em agradecimento aos profissionais é uma grande alegria. Pedir para tirar uma foto com cada um deles e eternizar o sorriso, o abraço, é uma expressão que deixa marcas lindas em nossos corações. Diariamente temos procurado evoluir como instituição. Em cada situação diferente, cada paciente que recebe alta, é um aprendizado. Expressões de gratidão nos mostram que cada esforço, por menor que seja, vale a pena. Se alguma coisa importa para o paciente, então também importa para o Hospital Santa Isabel.

O que importa para você?

“O que importa para você?” é uma ação realizada pelo instituto norte-americano Healthcare Improvement, desde 2010. O objetivo é aprimorar o cuidado de saúde e a assistência social, ouvindo o paciente e realizando o que realmente importa. Os profissionais se esforçam, na medida do possível, para realizar algum desejo do paciente, seja comer uma pizza, ir até a formatura do filho ou tirar fotos. Ações como esta tornam os cuidados hospitalares mais humanizados, proporcionando ao paciente momentos que vão além da rotina hospitalar.

Seja o primeiro a comentar

Deixe uma resposta