A força das cervejarias artesanais no Brasil

Foto: Daniel Zimmermann/divulgação

As vésperas de começar mais uma Oktoberfest, o mercado cervejeiro nacional confirma um novo perfil de consumidores e produtores. Ainda é pequeno, mas crescente.

De acordo com dados do Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento, até junho de 2017 eram 610 cervejarias artesanais, responsáveis pela produção de 7,5 mil produtos diferentes. Foram 91 novos registros apenas primeiro semestre.

O presidente da Associação Brasileira das Cervejarias Artesanais (Abracerva), Carlo Lapolli, confirma o novo perfil do setor.  “O número de bares e restaurantes com cartas de cervejas e mais variedade de chopes, por exemplo, está crescendo diariamente. O consumidor, antes acostumado a beber apenas rótulos comerciais, está descobrindo que os sabores da bebida vão além disso. E investidores e apaixonados estão apostando nisso como um negócio rentável.”

Como representante do setor, Lapolli cobra condições igualitárias de competitividade com os grandes grupos cervejeiros. A partir de janeiro de 2018, as cervejarias com faturamento inferior a R$ 4,8 milhões, poderão aderir ao Simples. O que é considerado pelos especialistas um pequeno passo do Governo Federal para incentivo a essa cadeia produtiva.

Fonte: Da redação, com informações da Melz Assessoria de Imprensa

Seja o primeiro a comentar

Deixe uma resposta