Em carta, Sindilojas Blumenau pede ao prefeito Mário pela retomada do transporte coletivo

Foto: divulgação

Em correspondência encaminhada na manhã desta terça-feira (dia 2) ao prefeito Mário Hildebrandt, o SINDILOJAS Blumenau solicita o retorno das operações do transporte coletivo no município.

Nela, o sindicato também sugere uma lista de cuidados a serem tomados para a retomada de atividades, tanto pelo Seterb como pelas empresas operadoras de linhas com circulação na cidade.

Assinado pelo presidente da entidade, Emílio Rossmark Schramm, o documento lembra que, conforme decreto estadual assinado ontem (dia 1º) pelo governador Carlos Moisés da Silva, as prefeituras poderão decidir a partir da próxima segunda-feira, 8, em conjunto com o governo do Estado, a retomada gradual de algumas atividades, entre as quais o transporte coletivo.

“Com isso, esperamos que o transporte coletivo retorne às operações em Blumenau. É uma medida há muito esperada pelos empresários e colaboradores do comércio em todo o município, e que trará efeitos positivos se for adotada com critérios e a atenção necessária do ponto de vista sanitário”, lembra o presidente do SINDILOJAS.

Na carta, também são sugeridas 12 medidas para garantir maior segurança de usuários e trabalhadores, entre as quais o uso obrigatório de máscaras de proteção para todos os funcionários de empresas de transporte, Seterb e usuários; distância mínima de 1,5 metro entre passageiros nas filas para embarque e, sempre que possível, dentro dos veículos de transporte; e ampliar a higienização nos terminais urbanos, banheiros e no recolhimento de lixo, com orientação da vigilância sanitária do município.

“Temos acompanhado a maneira serena e criteriosa com a qual o senhor vem tratando a crise gerada pela pandemia do novo coronavírus. Este cuidado tem trazido maior segurança e tranquilidade à comunidade blumenauense”, destaca Schramm na carta ao prefeito.

Confira na íntegra: Carta ao Prefeito – Sindilojas Blumenau

Fonte: Sindilojas Blumenau

Seja o primeiro a comentar

Deixe uma resposta