Deputados Laércio Schuster e Ismael dos Santos criticam visita do secretário da Fazenda

O ex-prefeito de Timbó foi o mais contundente, pediu uma CPI para investigar a “caixa preta” dos incentivos fiscais do ICMS (Imposto sobre Circulação de Mercadorias e Serviços) em Santa Catarina.

A iniciativa do deputado ocorre um dia após a apresentação do Secretário de Estado da Fazenda, Paulo Eli, que esteve na Alesc na terça-feira, dia 19, para falar da retirada de incentivos fiscais do ICMS, encarecendo diversos produtos e aumentando a carga tributária das empresas catarinenses, em especial da indústria.

Laércio Schuster ficou incomodado  com uma frase dita pelo Secretário Paulo Eli, de que existiria uma “caixa preta” dos incentivos fiscais em Santa Catarina. “E pior, além de reconhecer a existência de ‘incentivos de gaveta’ o secretário afirma que desconhece quais são”, afirmou o Deputado com indignação.

“O que me deixa indignado é o Secretário da Fazenda, que está há um ano no cargo e é servidor de carreira do Estado, vir à Assembleia dizer que não sabe quais são todas as empresas e setores favorecidos pelo Governo Estadual com incentivos fiscais”, disse Laércio.

O colega Ismael do Santos (PSD) disse que não viu, nos seus cerca de dez anos de parlamento, tanto sarcasmo e ironia como na apresentação do secretário..

“Não sei se o secretário tomou um Rivotril com data vencida”, disse o deputado, referindo-se a um remédio controlado para regular o humor do paciente.

Escrevemos sobre a visita de Paulo Eli na Assembleia Legislativa, leia aqui.

Curtir

Seja o primeiro a comentar

Deixe uma resposta