Câmara de Blumenau comemora devolução histórica do duodécimo

Foto: CMB

O texto abaixo é da assessoria de imprensa da Câmara de Vereadores de Blumenau e faz um balanço das atividades neste ano, quando encerra-se também o mandato da atual Mesa Diretora, com Marcos da Rosa (DEM) no comando.

O Informe Blumenau abriu espaço para que cada vereador faça um balanço do mandato, neste segundo ano de Legislatura. Alguns já enviaram e em breve começamos as publicações.

Segue, na íntegra, o texto do Legislativo Municipal.

Câmara de Blumenau encerra 2018 com economia histórica de R$ 8 milhões

Em 2018 a Câmara de Vereadores de Blumenau economizou aproximadamente R$ 8 milhões do duodécimo repassado pelo município, o que representa 24,3% de recursos não gastos em relação à previsão do orçamento. O valor foi anunciado pela Mesa Diretora nesta segunda-feira (17), após o encerramento dos trabalhos legislativos na última sexta-feira (14).

Como já acontece desde 2015, o Poder Legislativo destinará R$ 750 mil ao fundo criado para a viabilização da sede própria da Câmara de Vereadores que, com o aporte que será feito neste ano, somará R$ 3 milhões.

As maiores economias no Poder Legislativo em 2018 foram registradas, em valores, nas áreas de publicidade, locação de mão de obra, serviços de energia elétrica, cartuchos para impressão, vigilância ostensiva e monitorada, entre outros itens.

Parte do sucesso da iniciativa de economia foi obtida através de medidas para cortes de gastos empreendidos pela Mesa Diretora, como a instalação de sensores de presença nos corredores, aquisição de cartuchos compatíveis em vez de cartuchos originais, além da revisão dos contratos de terceirização, reduzindo postos e jornadas de trabalho, sem prejuízo dos serviços. O presidente Marcos da Rosa (DEM) destacou a colaboração dos colegas parlamentares para alcançar a economia recorde. “Precisamos destacar o esforço dos vereadores na economicidade de materiais de expediente, com os quais os gastos foram reduzidos em 56%”, assinalou.

“Era nossa meta gerar essa discussão entre os vereadores e a sociedade e promover essa economia que foi recorde tanto em 2017 quanto em 2018. O esforço também se deu lá no início da gestão, quando cortamos a verba de gabinete em 50%, fizemos uma revisão do contrato com a locadora dos automóveis, houve redução de combustível, de telefone celular funcional, que atualmente poucos vereadores utilizam, entre outras medidas”, complementou Marcos da Rosa.

A quantia será devolvida ainda em 2018 à Prefeitura, a quem caberá a decisão final sobre o destino da verba economizada, conforme determina a legislação.

Balanço Legislatura 2017-2018

Ao final do mandato desta Mesa Diretora, o presidente Marcos da Rosa fez um balanço do período que passou à frente dos trabalhos do Legislativo. “Essa experiência frente à Mesa Diretora foi muito importante e tudo ocorreu sem sobressaltos. Embora seja uma Casa política, composta por diferentes partidos e formações políticas, estamos finalizando o período com a pauta das sessões sempre fluindo”, avaliou.

Ele citou como o maior desafio do Poder Legislativo a aquisição da sede própria, uma discussão antiga e um desejo do conjunto dos vereadores. “Esta é uma prioridade que deixamos bem encaminhada para a próxima Mesa Diretora, pois ao final deste ano teremos R$ 3 milhões depositados no fundo de construção ou aquisição da sede da Câmara. Lembrando que temos o contrato com a administradora do prédio atual até 2024 e, até lá, com certeza teremos o recurso suficiente para adquirir ou construir um imóvel”.

O presidente disse estar satisfeito com o trabalho realizado ao final do biênio 2017-2018. “Temos sempre que tentar ser melhores, mas conseguimos alguns avanços importantes, em especial a economia recorde, e estou satisfeito. Gostaria de agradecer à população, aos servidores da Casa, aos colegas vereadores e às equipes de gabinete pelo apoio, desejar a todos boas festas”,

Com a realização das sessões extraordinárias na última sexta-feira (14), a Câmara de Vereadores encerra os trabalhos legislativos em 2018. A Casa segue aberta e realizando atendimentos à comunidade até o dia 21 de dezembro. Conforme a Lei Complementar nº 1210/2018, os servidores da Câmara ficarão em férias coletivas de 24 de dezembro a 18 de janeiro de 2019.

O Poder Legislativo volta a funcionar no dia 21 de janeiro. Já as sessões ordinárias retornam no dia 5 de fevereiro.

Seja o primeiro a comentar

Deixe uma resposta