Bolsonaro marca reunião com deputados aliados para informar que deixará o PSL

Foto: Marcelo Camargo/Agência Brasil

Depois de várias polêmicas e constrangimentos, o presidente Jair Bolsonaro (PSL) marcou uma reunião no Palácio do Planalto para a tarde desta terça-feira, 12, para informar que deixará a sigla.

O presidente pretende ficar sem partido por um curto prazo. A tendência é que ele inicie uma coleta de assinaturas para a construção de um novo partido. Sem nome definido, a principal hipótese é que se chame Conservadores.

Os chamados “traidores” Joice Hasselmann (SP), Delegado Waldir (GO) e Major Olímpio (SP) não foram convidados.

Na avaliação bolsonarista, é necessário se distanciar do PSL para que os problemas do partido não se tornem munição nas mãos de opositores, principalmente com o ex-presidente Lula em liberdade.

Da redação, com informações da Folha

Seja o primeiro a comentar

Deixe uma resposta