Bolsonaro fala sobre Moro, defesa de Lula usa a “Vaza Jato” e a proposta para o abono do PIS/Pasep

Declaração

O presidente Jair Bolsonaro afirmou nesta quinta-feira que o trabalho feito pelo ministro da Justiça e Segurança Pública, Sergio Moro, quando era juiz da operação Lava Jato não tem preço, por ter revelado a “promiscuidade do poder”, na primeira declaração pública sobre o vazamento de suposta troca de mensagens entre Moro e membros do Ministério Público Federal.

“O que ele fez não tem preço. Ele realmente botou para fora, mostrou as vísceras do poder, a promiscuidade do poder no tocante à corrupção. A Petrobras quase quebrou, fundos de pensão, muitos quebraram, o próprio BNDES, eu falei agora há pouco aqui, nessa época 400 e poucos bilhões entregues para companheiros comunistas e para amigos do rei aqui dentro. Ele faz parte da história do Brasil”, disse Bolsonaro a repórteres após evento no Palácio do Planalto.

A declaração foi a primeira manifestação do presidente sobre o caso envolvendo Moro após vários dias de silêncio desde a revelação do caso no domingo.

Com informações da Reuters

Desdobramentos

A defesa do ex-presidente Lula apresentou hoje ao Supremo as conversas vazadas pelo site The Intercept Brasil na ação em que os advogados questionam a suspeição do ex-juiz Sergio Moro.

A suspeição de Moro, isto é, se ele estaria apto a julgar o caso do tríplex de Guarujá (SP), deverá ser julgada pelo STF no próximo dia 25. Caso o recurso seja aceito, o ex-presidente poderá deixar a prisão.

Abono do PIS

Samuel Moreira (PSDB-SP), relator da reforma da Previdência, propôs uma mudança nas regras para que o trabalhador tenha direito ao abono do PIS/Pasep. Atualmente, quem ganha até dois salários mínimos mensais, pode sacar o benefício.

O governo defendia reduzir para um salário mínimo. O relator sugeriu R$ 1.364,43.

Com informações do UOL

Resumo do Brasil: Bolsonaro fala sobre Moro, defesa de Lula usa a “Vaza Jato” e a proposta de novo valor para ter direito ao abono do PIS/Pasep.

Seja o primeiro a comentar

Deixe uma resposta