Apan Vôlei enfrenta o Ponta Grossa neste sábado e pode se consolidar no G-8 da Superliga

Foto: Giovani Vitória

Após a vitória sobre o Vôlei Renata que recolocou o time entre os oito melhores da Superliga, a APAN enfrentará o time de Ponta Grossa na noite deste sábado, 1º de fevereiro, em jogo que poderá consolidar sua permanência no G-8 e aproximá-lo ainda mais das quartas-de-final. O jogo tem início programado para 19 horas, no Galegão, com previsão de novamente contar com casa cheia por conta da boa procura por ingressos que vem ocorrendo até aqui. A média de público em Blumenau tem sido uma das mais altas da Superliga.

Confiante no apoio do torcedor, o clube ampliou o número de pontos de venda de ingressos. Além da venda pela internet, no site: www.ingressodevantagens.com.br, o torcedor tem a opção de compra do ingresso físico em três pontos de venda: Paquetá Esportes do Shopping Neumarkt, Secretaria da Escola Barão e no Galegão. O custo unitário é R$ 20,00 a inteira e R$ 10,00 para meia entrada. Existe ainda a possibilidade do torcedor se tornar Sócio Levantador da APAN. A adesão deve ser feita no endereço www.sociolevantador.com.br.

Tem esquenta

O jogo começa às 19 horas, mas já terá “esquenta” a partir das 16h30, com mais uma edição da APANFest, sob o comando do DJ Billi. Além de sorteio de brindes e ingressos para o jogo do dia 8, o torcedor terá à disposição uma estrutura de alimentação e para compra de chope da Cervejaria Blumenau, patrocinadora da APAN. Além disso, haverá venda de camisas oficiais. A bilheteria também abrirá neste horário.

O adversário

Apesar da última colocação do Ponta Grossa, com apenas uma vitória (três pontos) em 13 jogos, a previsão do técnico André Donegá é de um confronto difícil, por se tratar de um adversário direto na conquista dos objetivos traçados. Para isso é fundamental, somar o maior número de pontos possíveis dentro de casa. O planejamento é vencer pelo menos quatro partidas no Galegão para se garantir entre os 10 primeiros e se manter na elite no voleibol brasileiro e ainda brigar por uma oitava ou sétima colocação.

Donegá vê um adversário em fase de crescimento na competição, mesmo ocupando a última colocação da Superliga. “Tem um bom saque e um sistema defensivo eficiente. Isso exige concentração total”, resumiu o técnico blumenauense. Manter essa concentração em todo jogo vem sendo o principal desafio da APAN, com um trabalho intensivo, pois qualquer titubeada pode representar um set perdido.

Fonte: Informe Comunicação

Seja o primeiro a comentar

Deixe uma resposta