Acusações marcam debate entre candidatos ao Governo na NSC TV

O clima esquentou no debate desta terça-feira, 02, na NSC TV, com troca de acusações, na maioria das vezes com Gelson Merisio (PSD) no centro.

Já na largada, Leonel Camasão (PSOL) questionou Merisio sobre um suposto procedimento do Ministério Público referente a enriquecimento ilícito e lavagem de dinheiro, que tem sido explorado pela campanha SC Quer Mais. O candidato da Coligação Aqui é Trabalho disse que a denúncia vem de adversários e não do MP, que é ficha limpa e que isso é acontece “depois que as pesquisas não apontam os resultados que se esperava”.

Na segunda pergunta, foi a vez de Merisio perguntar e ele escolheu Mauro Mariani (MDB) e o assunto foi Jair Bolsonaro e PT. “Qual sua posição no segundo turno?”, questionou, lembrando de sua declaração de voto para o candidato do PSL.

Mariani chamou o colega de “biruta de aeroporto”, que muda de opinião de acordo com a conveniência, confirmou o apoio à candidatura de Henrique Meirelles (MDB) e declarou que uma posição no segundo turno será discutida no segundo turno. “Temos uma aliança de centro-direita”, buscando fugir de um eventual especto de esquerda.

Outro pega bom foi sobre as ADRs – um dos únicos consensos do debate, todos prometendo suia extinção. Mauro Mariani disse que Gelson Merisio indicou várias pessoas para ocupar cargos nas ADRs.

Para ver ou rever o debate, entre no site do G1/SC. 

Seja o primeiro a comentar

Deixe uma resposta